Você sabe o que é moeda criptografada? Entenda aqui!

Quem já entende o que é uma moeda criptografada deve estar aproveitando cada centavo para comprar Bitcoin ou outros criptoativos. Quem não entende deve estar, pelo menos, curioso para saber como isso funciona. Só se fala em Bitcoin e criptomoedas, e não é para menos.

Lançada em 2009, a tecnologia por trás do Bitcoin tem potencial para revolucionar as relações comerciais do planeta. Há quem diga que o mundo não será o mesmo nos próximos 5 anos — tudo por causa da blockchain.

Mas o que é blockchain? O que é moeda criptografada? Como comprar Bitcoins? Se você tem alguma dessas dúvidas, confira neste artigo as respostas que preparamos para que você entenda o assunto do momento. Boa leitura!

O que é uma moeda criptografada?

Tudo começou em 2009, quando um tal Satoshi Nakamoto publicou o código-fonte (conhecido como whitepaper) do projeto concluído do Bitcoin. Quem é essa pessoa, ninguém sabe. Mas seu nome será para sempre lembrado na história da revolução do dinheiro.

Criptografia

Uma das características mais notáveis dessa inovação é a sofisticação da criptografia. Esse é o segundo aspecto mais importante dos criptoativos: a segurança dos códigos que protegem as transações de valor.

Diferentemente do dinheiro comum, fiscalizado por órgãos do governo e instituições financeiras, o Bitcoin está livre desses intermediários. Com ele, as relações comerciais se dão por meio de um protocolo peer-to-peer, protegidas por códigos praticamente invioláveis. 

Isso significa que, se alguém transfere Bitcoin para qualquer endereço da rede, não existe um único agente atravessador controlando a operação.

Solução

Por isso, apesar de darmos ênfase às moedas criptografadas, é melhor entender essa tecnologia como soluções de problemas gerais da economia e da sociedade. No caso do Bitcoin, temos uma solução para a centralização do controle do dinheiro.

O sistema Bitcoin funciona pela internet, por meio de um protocolo que conecta dois endereços da rede. Qualquer transação deve ser confirmada por cada computador conectado ao sistema. Isso garante, por exemplo, que ninguém “invente” dinheiro do nada, como fazem os bancos centrais dos governos centralizadores.

Mas, entre as mais de 2000 soluções como o Bitcoin, podemos encontrar outras para diversos problemas. Contratos inteligentes, logística de distribuição e plataformas dinâmicas para outras moedas criptografadas são alguns exemplos interessantes.

Blockchain

Agora, se a criptografia é o segundo aspecto mais relevante dos criptoativos, a blockchain certamente é o coração dessa engenharia.

A blockchain é como um livro contábil público de todas as transações de Bitcoin (ou das relações do ativo em questão). Cada bloco carrega consigo uma chave de acesso ao bloco anterior, formando uma “cadeia de blocos” (daí o nome, blockchain) que “conta a história” de todas as transações.

Esses blocos são construídos na medida em que os operadores do sistema (mineradores) resolvem problemas que exigem altíssimo poder computacional. A solução do problema é confirmada pela rede, o que garante que todos os computadores estão dizendo a mesma coisa. Assim, se alguém tentar fraudar um bloco adicionando ou removendo informações, o sistema rejeita esse bloco e a operação não é confirmada.

Por que utilizar uma moeda criptografada?

Existem muitas razões para comprar Bitcoin ou outras moedas criptografadas. E todas estão direta ou indiretamente relacionadas ao potencial da blockchain. Confira 3 motivos fundamentais!

Segurança

O sistema Bitcoin é muito seguro. É muito seguro mesmo! Considere por um instante o fato de que toda a rede já consome mais energia elétrica que a Suíça, e você vai ter ideia do quanto é seguro.

Se você entendeu como o sistema funciona, então está claro que fraudar a blockchain do Bitcoin custa infinitamente mais do que qualquer desvio de valor oriundo da fraude. Mas isso não significa que os usuários estejam imunes a criminosos. 

Embora seja praticamente impossível falsificar informações de um endereço na rede, o usuário ainda é responsável pela sua carteira (chave-privada). Portanto, escolha bem como guardar a sua para proteger seus Bitcoins.

Facilidade

Já pensou transferir dinheiro do Brasil para Hong Kong em segundos, sem ter que pagar IOF, declarar à Receita Federal, nem enfrentar processos burocráticos?

É assim com as criptomoedas: selecione o endereço para o qual deseja transferir o valor, determine uma “gorjeta” para o minerador, se quiser, e… acabou! 

Tudo fica ainda mais fácil quando você usa o QR-code. É só mirar a câmera do smartphone para o código do endereço e transferir suas criptomoedas. 

Valorização no mercado

Se você tivesse comprado Bitcoins em 2010, quando 2 pizzas valiam 10 mil Bitcoins, talvez hoje você tivesse alguns milhões de dólares na conta.

Estamos falando da maior valorização de um ativo em toda a história do mercado financeiro. Foram mais de 650.000% de valorização até a alta histórica de dezembro de 2017.

Por isso, não é à toa que grandes empresas como Microsoft, IBM, Google, Facebook e outras gigantes estão aderindo à tecnologia. Aliás, essa presença ilustre, especialmente a do Facebook com sua nova moeda (a Libra), promete fortalecer ainda mais o valor da blockchain e dos criptoativos.

Quais são as principais moedas criptografadas?

Você já conheceu o Bitcoin e a solução que ele oferece. Ainda existem outras centenas de soluções, e algumas já acumulam alguns bilhões de dólares em capital de mercado. Conheça agora as principais altcoins, quer dizer, alternativas ao Bitcoin, líderes do mercado.

Ethereum

Considerada por muitos adeptos a evolução da blockchain (quem diria, a evolução já evoluiu!), Ethereum faz um pouco mais que o Bitcoin. Além de a construção de um bloco ser muito mais rápida, quem tem ethers pode criar tokens de valores, como se fossem outras moedas criptografadas. Ethereum também é a referência dos contratos inteligentes.

Ripple

A Ripple vem para tentar colocar os bancos na jogada. Sua plataforma permite que transações de grandes remessas de dinheiro sejam feitas com segurança e agilidade. Isso oferece liquidez aos bancos por meio da moeda da plataforma (XRP). 

Litecoin

Se Bitcoin fosse ouro, Litecoin seria prata. Nascida como uma solução de problemas do próprio Bitcoin, Litecoin tem a proposta de acelerar as transações na rede. Assim, em uma transação de litecoins, os usuários teriam que esperar apenas dois minutos e meio para uma confirmação do bloco, em oposição aos 10 minutos do Bitcoin. 

Como investir e onde comprar Bitcoins?

Tudo o que você precisa para começar a negociar moedas criptografadas é uma conta em uma exchange, isto é, uma plataforma de negociação online. Daí, é só depositar a quantia que você quer investir e comprar seus Bitcoins e altcoins.

A BitcoinTrade é uma das melhores exchanges do Brasil. Com menos de 2 anos, alcançou volumes líderes de negociação diária. Quer conhecer? Então acesse a nossa plataforma e veja como é fácil comprar Bitcoin e outras moedas criptografadas!

 

comprar bitcoin

moeda criptografada

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.