Considerada a moeda do futuro, o Bitcoin ainda gera muita dúvida em várias pessoas, principalmente naquelas que desejam começar a investir nessa criptomoeda. E, entre esses receios, está a venda de Bitcoin. Como ela funciona? É possível lucrar com essa ação? Se a moeda é virtual, qual o meio usado nas transações?

Para entender melhor a compra e venda de Bitcoin, é indispensável compreender como essa moeda virtual funciona e outros detalhes básicos do mercado. Continue a leitura e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto.

O que é Bitcoin e como essa moeda funciona?

O Bitcoin é a primeira moeda virtual, ou criptomoeda, que surgiu na nossa sociedade. Por existir apenas no meio digital, o Bitcoin é uma moeda que não depende do controle dos governos e nem da emissão feita pelos bancos centrais.

Seu funcionamento e emissão dependem, basicamente, da tecnologia de blockchain. Ela se configura em blocos digitais que carregam determinada transação financeira. Assim, todas as ações de compra e venda de Bitcoin são realizadas e armazenadas na blockchain.

Para que um Bitcoin seja emitido, é preciso um processo que chamamos de mineração. Ele envolve um procedimento computacional que visa gerar uma hash, ou seja, uma sequência alfanumérica que represente determinada transação financeira e a torne válida.

Todas essas transações feitas na blockchain são criptografadas, garantindo a segurança do processo. Além disso, os mineradores são os responsáveis por garantir que nenhuma transação ilegal seja feita, já que são eles que geram a validação dos negócios.

Quando o minerador realiza o processo de validar a transação e codificá-la com criptografia, ele é remunerado com Bitcoins.

Além da mineração, também é possível comprar Bitcoins pelas casas de câmbio ou plataformas específicas chamadas de exchange, sobre as quais falaremos no tópico abaixo.

Como o Bitcoin não é emitido por nenhum banco central, a sua valorização também não é determinada de maneira usual. Basicamente, o que determina o seu valor é a oferta e procura.

Assim, quanto mais pessoas estiverem procurando por Bitcoins e menor for a sua oferta, mais valiosa a moeda se tornará.

Hoje, os Bitcoins já são aceitos em alguns locais, sendo possível comprar produtos e pagar por eles exclusivamente com a moeda virtual.

Compra e venda de Bitcoin: como funcionam as transações?

Confira agora algumas informações importantes para você realizar a venda de Bitcoin

Agora que você já entendeu melhor essa moeda virtual, ficou mais simples falarmos sobre os processos de compra e venda de Bitcoin. Por ele não ser uma moeda física, todas essas transações acontecem exclusivamente pela internet.

Então, tanto para comprar como para vender Bitcoin, é importante que você procure por uma plataforma de moedas digitais. Essas empresas realizam todas as transações de compra e venda de Bitcoin e de outras moedas virtuais.

Após comprar as suas moedas, elas precisam ficar guardadas no que chamamos de carteira virtual. Essas carteiras podem ser de várias formas, sendo que a sua principal função é manter as moedas virtuais e realizar as transações. Para isso, você receberá uma chave específica, que é como a sua assinatura virtual e garantirá a segurança da transação.

Existem muitas plataformas específicas para a criação de carteiras virtuais, e você pode deixar seus Bitcoins nessas carteiras pelo tempo que desejar – esperando que a moeda tenha uma valorização.

Quando isso acontecer, é o momento de realizar a venda dos seus Bitcoins. O processo pode ser feito de várias formas. Veja algumas abaixo.

Exchanges

No processo de troca e venda de Bitcoins, você pode utilizar a plataforma de exchange, que atua como intermediária nas negociações

A mesma plataforma que você usou para comprar seus Bitcoins pode ser empregada para a venda da moeda. Elas atuam como intermediárias, ajudando no processo de negociação.

Depois de criar a sua conta, você indica uma “oferta de venda”, informando o tipo de moeda que deseja negociar, o valor e o preço por unidade. A casa completará o restante da transação caso alguém responda à sua oferta, creditando os fundos na conta informada no cadastro.

Na hora de escolher a exchange é fundamental se informar sobre a sua idoneidade, garantindo segurança para a venda de Bitcoins. Outro dado importante é em relação à taxa que você terá de pagar para realizar essa transação. Algumas cobram taxa fixa para transferência bancária e outras cobram porcentagem em cima de cada transação.

Algumas plataformas ainda contam com limite na quantidade de dinheiro que pode ser armazenado.

Negociações diretas

Outra forma de realizar a venda de Bitcoins é por meio da negociação direta. Em geral, esse serviço está disponível em sites associados à exchanges e inclui um intermediário para facilitar a conexão.

Nesses sites, você terá de fazer um cadastro como vendedor e, depois, publicar a sua oferta. Caso surja um interessado, a interação e a negociação serão feitas diretamente por você – ou seja, o site é apenas um intermediário para unir vendedores e compradores.

Porém, é importante destacar que nesses casos existem mais riscos, além do processo ser mais lento. Afinal, nem todos os sites se responsabilizam por problemas com pagamentos e outras questões que podem ocorrer nas negociações diretas.

Negociação P2P

Esse é um ramo ainda relativamente novo na venda de Bitcoin. Nesses casos, não há uma exchange atuando e os sites funcionam apenas como uma plataforma reunindo pessoas que se interessam pelo mercado de Bitcoin.

É possível tanto comprar Bitcoin usando o cartão de crédito como comprar produtos com descontos usando as moedas virtuais. Alguns sites ainda oferecem serviços complementares como carteiras virtuais e depósito secreto para a transação.

A desvantagem é que a solução ainda está no início, então são poucos os sites de confiança, e também a taxa cobrada é muito alta – o que torna inviável para quem deseja usar as criptomoedas como investimentos.

Venda pessoal

A venda de Bitcoins também pode ocorrer de maneira direta: você pode negociá-los pessoalmente

Além de todas essas possibilidades, você poderá negociar pessoalmente os seus Bitcoins. Para realizar a venda direta, será preciso digitalizar um QR-Code no telefone do comprador e receber o seu dinheiro na mesma hora.

Assim, por celular, você consegue transferir seus Bitcoins para a carteira virtual do comprador e ele lhe paga em dinheiro vivo ou por transferência bancária.

Essa é uma solução interessante para quem vai vender Bitcoin para amigos ou familiares. Mas para desconhecidos pode ser algo bastante arriscado.

Conheça a BitcoinTrade

Se você quer realizar a venda de Bitcoin, a principal dica é fazer essa transação pelas exchanges.

Encontrar uma boa plataforma lhe oferecerá mais segurança e comodidade, além de que, uma empresa parceira ajuda seus associados a entenderem melhor sobre o mercado, oferecendo informações de qualidade que o auxiliem a encontrar o momento certo de vender as criptomoedas para ganhar mais dinheiro.

A BitcoinTrade é considerada a mais segura plataforma de moedas digitais da América Latina, além de figurar entre as líderes do mercado nacional em volume negociado todos os meses. Realiza mais de 1 bilhão de negociações e conta com mais de 250 mil clientes cadastrados. Também há uma série de ações de segurança, como armazenamento offline sem risco de perda de criptomoedas, camada extra de segurança com 2 fatores de autenticação e certificado de autenticidade EV SSL.

Depois de ler este conteúdo, ficou mais fácil entender como é feita a venda de Bitcoins? Quer negociar suas criptomoedas com segurança? Acesse o nosso site e saiba como a BitcoinTrade pode lhe ajudar!

Conheça a BitcoinTrade