Felizmente, a prática de guardar o dinheiro debaixo do colchão ou armazenar altas quantias em um fundo falso no armário já não é uma opção para grande parte das pessoas. Depois de um forte movimento em direção a poupança, a evolução financeira dos brasileiros fez com que o interesse em investimentos com rentabilidades mais interessantes crescesse bastante nos últimos anos.

No entanto, na hora de escolher esse investimento é natural que apareçam algumas dúvidas. Pensando nisso, listamos algumas dicas que vão te auxiliar a tomar a melhor decisão quando o assunto é como escolher investimento. Vamos lá?!

Entenda seu perfil de investidor

Ao abrir uma conta em qualquer corretora, o futuro investidor é submetido a um questionário que determinará seu perfil baseado em propensão ao risco, receita mensal, necessidade de liquidez, entre outros fatores.

Esse perfil pode variar entre conservador, moderado ou agressivo. A partir desse resultado, já é possível entender quais são os investimentos mais adequados de acordo com suas características pessoais.  

Determine o objetivo da sua aplicação

Assim como acontece quando uma meta é estabelecida, determinar o objetivo da aplicação aumentará a disciplina e o comprometimento do investidor com os prazos a serem respeitados ou os aportes constantes que serão necessários para que esse objetivo seja alcançado.

Se você deseja trocar de carro, comprar um apartamento ou fazer uma viagem internacional, calcule os gastos e se planeje para que seus rendimentos contribuam para a realização de cada desejo. Esse é um ponto importante nos critérios de como escolher um investimento. 

Analise o prospecto

Para quem não está familiarizado com o termo, prospecto é um documento que contém todas as informações de uma empresa ou um investimento. No caso de decisões sobre onde o dinheiro deve ser aplicado, a análise do prospecto tem importância fundamental para o sucesso da empreitada.

Isso porque o prospecto vai fornecer informações como as taxas de juros, impostos cobrados ao final do investimento, prazos de vencimento, etc. Assim, é possível escolher a(s) opção(ões) que mais se adéqua(m) ao seu orçamento.

A partir dele, é recomendado que suas informações sejam base para a elaboração de um planejamento financeiro, que será o responsável por nortear as decisões no futuro — tanto gastos como de outros investimentos. 

Planeje com antecedência as retiradas do fundo

É importante ter em mente que carregar o título até seu vencimento deve ser uma das regras de quem investe. Por isso, o planejamento das retiradas do fundo devem considerar os prazos contratados no momento do investimento. Caso contrário, a incidência de altas alíquotas de impostos podem fazer com que seus rendimentos e o bom desempenho no mercado financeiro sejam anulados. 

Quem busca como escolher um investimento da melhor forma possível deve sempre buscar informações relevantes e que contribuam para sua formação financeira e para a escolha de uma alternativa com o melhor custo-benefício.

Nesse sentido, o Bitcoin é uma opção que tem atraído bastante a atenção dos investidores. Quer entender um pouco mais sobre esse investimento? Nós explicamos tudo que você precisa saber aqui. Boa leitura!