No dia 18 de maio de 2010, o programador Laszlo Hanyecz, residente do estado da Flórida, nos Estados Unidos, fez um post no fórum Bitcointalk oferecendo 10 mil Bitcoins por 2 pizzas. Depois de 4 dias, no dia 22 de maio, outro usuário do fórum, que morava na Califórnia, desembolsou em torno de 41 dólares para comprar as pizzas e pediu que elas fossem entregues na casa de Laszlo.

Essa compra feita de modo inusitado acabou se tornando o Bitcoin Pizza Day, data celebrada pela comunidade cripto desde então. Quer entender por que esta data é importante? Confira aqui!

Qual a importância do Bitcoin Pizza Day?

Para começar, em 2010, o Bitcoin não possuía valor monetário comercial. A compra das pizzas foi a primeira transação do mundo a utilizar o Bitcoin para comprar algo fora da internet.  

Laszlo queria somente espalhar as suas criptomoedas pela comunidade, até porque, na época, era comum os usuários distribuírem as suas moedas para os recém-chegados ao mundo cripto.

A iniciativa de Laszlo de querer compartilhar uma quantidade de Bitcoins com a comunidade cripto em troca das pizzas fez com que fosse definido um valor monetário para o Bitcoin em si e o esforço gasto em sua mineração. 

Depois de 6 meses da data conhecida como Bitcoin Pizza Day, os 10 mil Bitcoins usados na compra valiam cerca de 620 dólares. Na data da publicação deste post, os valores chegam a, aproximadamente, 1,5 bilhões de reais ou 297 milhões de dólares.

Antes de tudo virar pizza

Muito se fala sobre as pizzas e os valores que elas passaram a ter com o passar do tempo, mas pouco se fala sobre a pessoa que ajudou a criar a data especial.

Laszlo Hanyecz, programador de origem húngara, fez parte da equipe que desenvolveu o software Bitcoin Core e foi o inventor da mineração feita através da placa de vídeo – até 2010, a mineração era feita apenas pelo processador central (CPU) do computador. 

O novo modo de mineração era extremamente rentável, já que a premiação paga aos mineradores diariamente era de 7.200 Bitcoins. Atualmente, o valor pago é de aproximadamente 900 Bitcoins. 

A invenção de Laszlo fez com que ele fosse notado por Satoshi Nakamoto, o pseudônimo criador dos Bitcoins, que elogiou a sua criação, mas alertou que os iniciantes na blockchain poderiam não ganhar remuneração, pois, nesse tempo, o acesso às placas de vídeo era escasso. 

Satoshi também compartilhou com Laszlo o raciocínio de que a mineração criada por ele substituiria a mineração feita através do CPU e explicou as vantagens de se ter uma rede com mais integrantes. 

A conversa com Satoshi via troca de e-mails incentivou Laszlo a comprar as pizzas e compartilhar Bitcoins com a comunidade do fórum – e o resto é história.   

Para saber mais sobre Bitcoin

Acompanhe as lives diárias, das 10 às 11 da manhã, do Cripto Morning em nosso canal do YouTube e também no Instagram e Twitter para saber as principais notícias sobre o Bitcoin e o mercado cripto.