Com certeza você já ouviu falar em spam – aquele e-mail indesejado que costuma lotar a sua caixa de entrada. Mas você sabe o que é scam? Embora esse termo não seja muito usado, é possível que você também já tenha se deparado com ele, como no caso dos e-mails fraudulentos ou outras ações de má fé na internet.

No universo das criptomoedas, o termo scam também é usado para nos referirmos às fraudes e aos golpes que, infelizmente, são praticados por pessoas má intencionadas. Para não cair nessas armadilhas, é indispensável conhecê-las e identificá-las.

Quer saber mais sobre scam e como evitar esses golpes? Continue a leitura!

O que é scam dentro do universo das criptomoedas?

Como dissemos na introdução, o termo scam é usado para designar os golpes cibernéticos. No universo das criptomoedas, ele está relacionado a esquemas de ações fraudulentas e enganosas que visam obter vantagens financeiras.

Respondendo com exemplos a pergunta “o que é scam?”: são os “sites” de “investimento em Bitcoin” que não oferecem nenhuma garantia, as carteiras virtuais falsas, os esquemas de pirâmide envolvendo criptomoedas e muitos outros.

O tipo mais tradicional de scam é aquele em que uma empresa ou usuário faz uma proposta de investimento prometendo retornos altíssimos em pouco tempo. Em geral, são caracterizados por muitas promessas, pouca informação e falta de profissionalismo.

Então, se você está em dúvida sobre o que é scam e se esse termo se aplica ou não a uma possível oportunidade, fique atento a sinais de sensacionalismo e propostas agressivas e apelativas.

Também são os perfis nas redes sociais de “especialistas em investimentos em criptomoeda” que exigem uma quantia alta e prometem retorno rápido e fácil.

Além desse tipo de scam, existem outros que falaremos mais abaixo.

Quais os tipos de scam mais comuns?

Agora que você já sabe o que é scam, deve estar curioso para conhecer em mais detalhes exemplos dessa prática e como se proteger dela, não é?

Infelizmente, os scams no universo das criptomoedas estão cada vez mais sofisticados e diferenciados, fazendo com que os investidores precisem de uma dose extra de conhecimento para conseguirem “separar o joio do trigo” e encontrar as empresas certas e os ICOs verdadeiros para investirem.

Agora, conheça detalhes de alguns dos scams mais comuns.

Criptomoedas falsas

Os golpistas podem, até mesmo, criar criptomoedas falsas (que nunca existiram) para atraírem investidores. Há alguns anos, houve o lançamento da “One Coin”, uma criptomoeda que nunca existiu – embora houvesse um forte esquema de marketing, inclusive com empresas que diziam operar a criptomoeda, para tentar vendê-la e capturar investidores.

O problema é que, por meio de plataformas como Ethereum e Waves, é possível criar uma nova criptomoeda muito facilmente, havendo a possibilidade de desenvolver um hotsite para ela e até fazer o registro da moeda falsa no coinmarketcap.com – ainda que o site se esforce para apenas listar as moedas válidas.

Existem golpes que copiam as criptomoedas legítimas para confundir os usuários, mudando apenas uma parte do nome, como “Ethereum Gold” ou “Ethereum Diamond”.

Pirâmides financeiras

Os esquemas de pirâmides financeiras são bem comuns fora do universo das criptomoedas – e eles também estão presentes no mundo das moedas virtuais

Esses esquemas aparecem, geralmente, para tentar capturar investidores para as altcoins, prometendo lucros altos. Mas, o que essas campanhas não contam é que o seu lucro será pago com a entrada de um novo membro e que, em geral, os únicos que saem ganhando são os criadores do esquema.Com a popularidade do Bitcoin, as pirâmides financeiras das criptomoedas têm crescido muito. Em geral, elas oferecem promessas de lucros incompatíveis com o mercado – e em alguns casos alegam não haver nenhum prejuízo, o que é impossível acontecer, principalmente graças às variações nas cotações das altcoins.

Para entender melhor o que é scam e não cair nesses golpes é importante conhecer exemplos, como as criptomoedas falsas, os esquemas de pirâmide, os hypes, entre outros.

Em alguns casos, esses esquemas acabam denunciados. Em outros, os criadores simplesmente desaparecem, tiram os sites do ar, mudam de país e deixam os investidores sem nenhum respaldo. Também existem os casos em que não há investidores suficientes para manter o esquema funcionando, fazendo com que a pirâmide entre em colapso.

ICOs falsas

Nós já explicamos aqui no blog o que são as ICOs. De uma maneira geral, podemos entendê-las como as ofertas iniciais de moedas, usadas quando um grupo de desenvolvedores deseja lançar uma nova criptomoeda no mercado, funcionando de forma semelhante a um financiamento coletivo (só que cada investidor receberá uma quantidade da criptomoeda em pagamento).

Quando bem executadas, as ICOs são ótimas oportunidades de lucrar no mundo das altcoins. Contudo, também existem casos de fraudes e, por isso, é indispensável ficar de olho.

O problema acontece quando esses desenvolvedores não criam uma nova criptomoeda ou não se dedicam a promovê-la. Em geral, os golpistas se esforçam no começo para fazer com que a criptomoeda pareça legítima, mas, depois de captar o investimento, eles podem simplesmente desaparecer ou lançar uma moeda fraca.

Alguns sinais de que a ICO é falsa:

Carteiras falsas

As carteiras de criptomoedas são indispensáveis para operar nesse universo – e os golpistas podem se esforçar para criar wallets falsas. Assim, você estará depositando suas criptomoedas diretamente nas mãos dos vigaristas ao invés de usar uma carteira segura.

Infelizmente, inúmeras carteiras falsas são criadas todos os dias, o que faz essa prática uma resposta pronta para a pergunta “o que é scam?”. Para evitar esse golpe, é indispensável procurar por empresas de confiança e sempre ler os comentários dos demais usuários.

Hypes

O termo hype é usado para uma promoção extrema de alguma ideia. No caso do mercado das criptomoedas, essa promoção pode ser de algum criptoativo, como tokens, criptomoedas e plataformas de blockchain.

É comum que nas comunidades das moedas virtuais surjam ativos hypados que são promovidos exaustivamente. No caso dos hypes falsos, geralmente essas promoções prometem um aumento de preço significativo em um futuro próximo.

Em geral, os hypes falsos não têm fundamentos. Por isso, é importante sempre analisar os aspectos técnicos, ver se os produtos atendem a alguma função ou se há um volume expressivo sendo negociado.

Grupos de pump

Os grupos de pump são criados visando aumentar o preço de um ativo. Eles são um grupo de pessoas reunidas que concordam em comprar um determinado ativo, o que faz com que o preço dele suba.

Em geral, esses grupos contam com uma hierarquia, sendo que os organizadores estão no topo – e sempre sabem quando o preço vai subir ou cair. Também existem aqueles que pagam para saber quais moedas serão “pumpadas”, e os que pegam a informação dos que pagam. Por fim, ainda há os usuários que tentam se aproveitar do aumento do preço da moeda com o crescimento repentino dela.

Também são conhecidos como grupos de investimento e são muito procurados por quem não tem tanto conhecimento em criptomoedas. A promessa é de que, se você investir uma determinada quantia, os “especialistas” farão seu dinheiro aumentar, já que aplicarão esse valor por você e dividirão entre todos os membros.

Normalmente, apenas os organizadores do pump ficam com a maior parte do lucro e os que entram por último são os que mais perdem. Mas uma vez sabendo o que é scam, você provavelmente não cairá em uma situação como essa.

É válido lembrar que no mercado tradicional os pumps são proibidos, mas no mercado das criptomoedas não existe esse tipo de regulação. Então, tome bastante cuidado caso decida participar de um grupo como esse.

Livros, cursos e workshops

Esse é um tipo que podemos considerar apenas “metade scam”. Afinal, eles cumprem em parte o que prometem: ao pagar, você realmente receberá um livro, curso ou workshop. Contudo, depois de comprar vários desses materiais, poderá acabar percebendo que o conteúdo é superficial e que você não conquistou o que esperava (ou o que as propagandas prometiam).

Não é difícil identificar esse tipo de scam, já que, geralmente, as propagandas dizem que se você comprar determinado material aprenderá formas “infalíveis” de ganhar muito dinheiro com criptomoedas, ficar milionário, triplicar seus ganhos e assim por diante.

A ideia por trás dessas ações é apenas fazer com que você continue comprando esses materiais e dando mais dinheiro a essas empresas ou influenciadores, sem que consiga, realmente, se tornar um milionário do mundo das criptomoedas.

Exchanges falsas

As exchanges funcionam como se fossem uma “casa de câmbio virtual”. Elas são sites onde é possível comprar e vender criptomoedas ou trocar diferentes tipos de moedas virtuais.

Mas, assim como as carteiras, também existem exchanges falsas criadas por pessoas má intencionadas que desejam apenas roubar as moedas de outros usuários. Geralmente, os sites são bem feitos e construídos de forma profissional, mas quando o usuário faz uma ação de compra e venda, acaba passando o dinheiro para os golpistas.

Além das exchanges falsas, ainda existem algumas que utilizam técnicas de phishing, ou seja, aplicam artimanhas que seduzem os usuários a informarem, por conta própria, seus dados sigilosos, facilitando o roubo das criptomoedas.

Esse golpe pode ser, por exemplo, um e-mail falso enviado em nome da empresa da sua wallet, forçando você a confirmar sua senha.

Como evitar o scam?

Agora que você já sabe o que é scam, ficou mais fácil entender como evitá-los, não é mesmo? O primeiro passo é sempre lembrar da máxima que dinheiro fácil não existe. Então, se alguém lhe promete ganhos absurdos em pouquíssimo tempo e com nenhum risco, desconfie.

Depois de saber o que é scam, é preciso ficar sempre atento para evitá-los. Por isso, é importante pesquisar bastante e desconfiar de soluções milagrosas. Fonte: Freepik.

Além disso:

Em caso de dúvida sobre o que é scam, sempre pesquise pela empresa ou pela proposta em sites confiáveis e também em fóruns especializados no universo das criptomoedas.Agora que você já sabe o que é scam, que tal começar a investir sem medo nas criptomoedas? A BitcoinTrade é uma exchange reconhecida no mercado, com anos de experiência e é considerada uma das mais seguras plataformas de moedas digitais da América Latina.

Conheça a BitcoinTrade!