Quem está acostumado a investir em ações e outros fundos, provavelmente já ouviu o termo mercado de balcão. Embora a maioria dos papéis sejam negociados na Bolsa de Valores, existem outras negociações que ocorrem fora desse ambiente.

No universo do Bitcoin e das criptomoedas, também existe o mercado de balcão. Entender essa opção é importante para que você descubra qual o melhor tipo de investimento de acordo com seu perfil e objetivos. Confira!

O que é mercado de balcão?

O mercado de balcão é um segmento do mercado de capitais, no qual são negociados títulos auto regulados sob a fiscalização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Assim, não existe um local físico determinado para que essas operações ocorram, sendo que elas podem ser realizadas por meio eletrônicos ou por telefone.

Antes dos sistemas eletrônicos, todas as ordens de mercado eram realizadas manualmente no balcão de negociações da Bolsa de Valores. Assim, a Bolsa pode ser compreendida como um mercado organizado onde os ativos financeiros são negociados.

Conforme as transações eletrônicas passaram a evoluir, a maior parte das negociações passou a ser via home brokers e outras plataformas de compra, o que tornou as negociações via mercado de balcão mais comuns, especialmente em alguns setores como ações, commodities, derivativos – e também criptomoedas, que explicaremos mais adiante.

Assim, podemos entender que o mercado de balcão (ou OTC, sigla em inglês) é um mercado em que se negocia diversos títulos de valores mobiliários que não têm autorização para serem negociados na Bolsa.

Mas isso não significa que as negociações via OTC não possuem regras. Na verdade, existe uma série de condições que precisam ser preenchidas pelas companhias para negociarem ações e outros ativos.

A diferença é que essas exigências costumam ser mais rígidas na Bolsa do que no mercado de balcão, o que permite que mais empresas participem desse mercado, principalmente as menores.

Mercado de balcão organizado x Mercado de balcão não organizado: quais as diferenças?

Dentro do OTC, ainda existem diferenças entre o mercado de balcão organizado e não organizado. Vamos entender em detalhes cada um deles.

Mercado de balcão organizado

É o que possui uma estrutura organizada para a negociação de títulos e valores mobiliários. Nele, há um sistema que permite que as operações de compra e venda sejam realizadas, como é o caso do sistema eletrônico que permite que investidores e instituições processem as ordens e fechem os negócios de forma remota.

Existem algumas regras que são estabelecidas pelas entidades administradoras do mercado de balcão organizado, como:

·         critérios e procedimentos para que uma instituição financeira possa participar do mercado de balcão e intermediar as negociações entre os investidores;

·         regras de conduta e de negociação que precisam ser seguidas pelos intermediários;

·         procedimentos de fiscalização dos intermediários e aplicação de penalidades para os infratores;

·         divulgação de informações sobre título negociado, preço, quantidade, última cotação e ofertas de compra e venda.

Mercado de balcão desorganizado

Atualmente, chamamos de mercado de balcão desorganizado os intermediários que atuam nesse ambiente, como as instituições financeiras, sociedades, bancos de investimento e outros que compram e revendem valores imobiliários e corretores de valores imobiliários.

Qual a diferença entre Mercado de Balcão e Bolsa de Valores?

8O mercado de balcão possui suas próprias regras de segurança para as negociações

A Bolsa de Valores é o ambiente mais rígido de negociação, principalmente em relação às regras. Se uma empresa deseja operar na Bolsa, ela precisará seguir várias exigências, como: estruturação de setor de relacionamento com investidores, adoção de práticas de governança corporativa e apresentação de demonstrações financeiras auditadas.

Os procedimentos na Bolsa também costumam ser mais rígidos. Por exemplo: todas as informações relativas aos negócios realizados, como quantidade de operações e horários e preços precisam ser publicadas de forma contínua, com, no máximo 15 minutos de atraso.

Já o Mercado de Balcão não é tão rígido. Embora ele também exija o registro das operações, conta com regras mais flexíveis. Por exemplo, os dados precisam ser repassados, mas não há necessidade de que essas informações sejam prestadas de forma contínua, podendo ser notificadas no final do pregão.

Apesar das diferenças, ambos são fiscalizados por entidades administradoras autorizadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O que é mercado de balcão de Bitcoin?

No mercado de balcão podem ser negociados diversos ativos e títulos, como debêntures, ações de companhias abertas, opções de compra e venda de valores mobiliários, cotas de fundos imobiliários etc.

Entre essas opções, também há a possibilidade da compra e venda de criptomoedas. Esse mercado é o local no qual investidores profissionais, fundos, early adopters, empresas e pessoas físicas compram e vendem Bitcoins em grandes quantidades.

Normalmente, essas operações ocorrem diretamente entre duas pessoas ou com uma empresa especializada que disponibilize esse tipo de operação. Assim, o mercado de balcão é mais indicado para os clientes que precisam negociar quantidades mais altas de Bitcoin, com rápida liquidez e a um preço fixo.

Grandes compras ou vendas costumam causar uma grande movimentação de preços dentro das exchanges. Isso ocorre porque o mercado brasileiro de Bitcoin ainda tem pouca liquidez. Dessa forma, os grandes investidores acabam preferindo negociações no OTC.

Vantagens do balcão OTC

Para os grandes investidores, o balcão OTC possui algumas vantagens interessantes. Vamos ver abaixo as principais.

Melhores condições de negociação

As exchanges são excelentes para os pequenos e médios investidores, que costumam negociar baixos valores. Porém, conforme esse volume cresce, fica difícil para essas empresas oferecerem rapidez nas transações e preços atrativos.

O mercado OTC, por outro lado, conta com boas cotações de compra e venda, porque não há cobrança de taxas de intermediação. A negociação é feita entre as partes e travada quando se torna vantajosa para os dois lados, garantindo mais agilidade no processo.

Alta liquidez

Outro ponto importante do mercado de balcão é a alta liquidez. Quando se negocia altos valores via corretoras, em geral, elas contam com poucas profundidades nas ofertas. É comum acontecer o que chamamos de “slippage” – quando o investidor consome todas as ofertas do topo e acaba chegando nas piores ofertas, ficando com uma cotação acima do mercado.

Limite diário de depósitos

Ainda há a questão do limite diário para depósitos que costuma girar em torno dos R$ 25 mil por dia. Se você quiser expandir esse limite, precisará enviar à corretora vários documentos que comprovem a origem do dinheiro que será negociado.

No mercado OTC, essa necessidade é eliminada, e as negociações acontecem mais rapidamente, com cotação travada e comunicação direta entre os negociantes. Por isso, ele é mais indicado para quem costuma negociar grandes valores, em geral acima de R$ 30 mil por transação.

Desvantagens

Assim como qualquer tipo de negociação, o OTC de Bitcoins também possui algumas desvantagens que precisam ser consideradas. O principal ponto a se atentar é em relação à segurança.

É fundamental fazer uma pesquisa antes de negociar, sempre se atentando sobre o trader que está do outro lado e suspeitando de transações com acordos falsos ou até que usem técnicas de phising.

Mercado de Balcão e cotação do Bitcoin: existe uma relação?

Como as negociações de balcão ocorrem fora das corretoras, em tese, elas não deveriam afetar o preço do Bitcoin. Mas, pode ocorrer de um grande comprador ou vendedor realizar pesquisas no mercado de balcão. Essa notícia poderá se espalhar e acabar afetando os preços nas corretoras.

Assim, o mercado de balcão funciona como uma excelente fonte de informação para os investidores – e também é um bom ponto de referência para o preço de negociação do Bitcoin.

Isso porque as corretoras oferecem um serviço voltado principalmente para os pequenos e médios investidores, então podemos entender que o “verdadeiro” preço do Bitcoin é encontrado no mercado de balcão, onde os grandes investidores realizam negociações na casa das centenas de bilhões.

Como comprar Bitcoin no mercado de balcão?

A melhor forma de comprar Bitcoin no mercado de balcão é procurando por uma empresa séria que ofereça essa modalidade. Embora as mesas de OTC ainda sejam pouco conhecidas no Brasil, é esperado que, à medida que mais pessoas usem essa modalidade, mais evidência esse mercado ganhe.

Para evitar cair em golpes, uma boa dica é conferir a lista da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) de empresas e pessoas impedidas de atuar, temporariamente, no mercado brasileiro de criptomoedas.

Ainda que o Bitcoin e as demais criptomoedas não sejam, oficialmente, reconhecidas como “valor mobiliário”, no Brasil elas são reguladas pela CVM. Dessa forma, as empresas ou pessoas que realizam captação de recursos de terceiros para investimentos em criptoativos precisam de autorização da autarquia.

Basicamente, o processo no mercado de balcão funciona assim:

·         o investidor precisa ter um dinheiro mínimo para poder entrar;

·         na sequência, terá que apresentar documentos que comprovem que o seu dinheiro não é proveniente de atividades ilícitas (corretoras e empresas financeiras são obrigadas por lei a relatar atividades suspeitas);

·         depois da aprovação dos documentos, o investidor entra em contato com o corretor e solicita informações sobre compradores e/ou vendedores ativos no mercado de balcão;

·         também é possível que o investidor indique qual negociação deseja fazer, por exemplo a quantidade de Bitcoins que quer vender e em qual preço;

·         o corretor irá buscar compradores e vendedores ativos, que irão realizar a negociação entre si até chegarem a um acordo.

BitcoinTrade

A BitcoinTrade é uma plataforma de moedas digitais que atua no setor desde 2017. Hoje, ela é considerada uma das líderes do mercado nacional em volume negociado mensalmente.

Para grandes volumes de investimento, a BitcoinTrade também conta com uma mesa de OTC. Alguns dos benefícios oferecidos são:

·         garantia de 100% de liquidez para qualquer volume negociado;

·         mais velocidade, com 100% das operações fechadas no mesmo dia;

·         transparência total, sem taxas escondidas. O valor negociado é o valor total;

·         mais privacidade, com as informações totalmente seguras e protegidas;

·         atendimento personalizado, com equipe experiente no mercado financeiro pronta para fornecer toda a orientação que você necessitar.

Conclusão

Neste conteúdo, você viu que o mercado de balcão é toda negociação de ativos financeiros que ocorre fora da Bolsa de Valores. Apesar disso, essas transações também contam com regulações.

No setor das criptomoedas, o mercado de balcão é toda transação que ocorre fora das exchanges, geralmente com a negociação feita diretamente entre as partes. São muitas as vantagens que esse tipo de operação oferece, principalmente para quem negocia altos valores.

Gostou de saber mais sobre o mercado de balcão? Quer negociar Bitcoin dessa maneira? Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo!