Existem alguns termos que são fundamentais para quem deseja começar a investir, como é o caso de liquidez e rentabilidade.

Ambos trazem conceitos essenciais que devem ser considerados na hora de escolher a melhor aplicação para seus objetivos.

Apesar disso, muitos têm dúvidas sobre as diferenças entre os termos – e como eles se relacionam aos investimentos, inclusive às criptomoedas. 

Esse é o seu caso? Siga a leitura e entenda melhor!

O que é liquidez?

Liquidez relaciona-se à facilidade e velocidade com que um ativo pode ser convertido em caixa. Ou seja, é a capacidade do ativo em ser transformado em dinheiro.

Assim, podemos dizer que quanto mais rápido um bem ou investimento se transforma em dinheiro, mais líquido ele é.

Já um ativo com pouca liquidez é aquele que é mais difícil ser convertido em dinheiro. Os motivos podem ser vários como a falta de compradores ou o tempo necessário para liquidá-lo.

Para compreender a liquidez, é preciso avaliar dois pontos, que são a facilidade de conversão e a perda de valor. Para um ativo ser convertido em dinheiro rapidamente, em geral, há uma perda no seu valor.

Dizemos que  um ativo tem boa liquidez quando ele pode ser convertido em dinheiro de forma rápida, sem que o investidor tenha perda de valor muito significativa.

Um imóvel, por exemplo, é um bem com baixa liquidez, pois, se você precisar de dinheiro, terá de vendê-lo e, geralmente, há uma demora até encontrar um interessado na compra.

Se a necessidade for muito imediata, invariavelmente você terá que se desfazer do imóvel por um valor menor – fazendo com que acabe perdendo dinheiro.

Já a poupança pode ser um exemplo de ativo com alta liquidez, pois você pode sacar o dinheiro dela rapidamente sempre que precisar e as perdas não são tão grandes, pois os juros são pagos uma vez por mês.

Importância

Analisar a liquidez de um investimento é de suma importância na hora de planejar melhor suas ações.

 Se você está pensando em investir no longo prazo, poderá optar por possibilidades de baixa liquidez, afinal terá tempo até se desfazer do ativo, evitando perder dinheiro.

Mas se a ideia é um ativo para gerar dinheiro rápido, como no caso de uma reserva de emergência, o melhor é optar por alternativas com alta liquidez, assim você poderá convertê-lo rapidamente em dinheiro, sem perdas significativas.

O que é rentabilidade?

A rentabilidade é o retorno que determinado ativo pode trazer ao investidor. 

Assim, esse termo se refere a quantia excedente, gerada pelos juros, que você ganha quando realiza uma aplicação.

Tanto os investimentos em renda fixa como os em renda variável possuem rentabilidade. O, o. O que muda, nesse caso, é o risco.

Em geral, quanto mais rentável é um investimento, mais riscos ele possui, já quanto menor a rentabilidade, menos riscos ao investidor.

Por exemplo, o Tesouro Direto é uma opção de investimento com baixo rendimento, porém apresenta mais segurança ao investidor por sofrer menos com oscilações de preço.

Em relação ao termo, ainda é preciso fazer distinção entre rentabilidade bruta, que não considera eventuais taxas e impostos e a rentabilidade líquida, que já deduz qualquer despesa associada ao investimento.

Ainda há a rentabilidade nominal, que não desconta a inflação do período, e a rentabilidade de valor real, que mostra o retorno após descontar a inflação acumulada durante o período.

Qual a diferença entre liquidez e rentabilidade?

Muitos que estão começando no mundo dos investimentos acabam confundindo liquidez e rentabilidade. Por isso, entenda que os termos não estão relacionados. Ou seja, um investimento com alta rentabilidade pode não ter uma boa liquidez. 

Essas características devem ser muito bem compreendidas, para que você faça uma escolha mais acertada e de acordo com seus objetivos.

Liquidez, como explicamos, é a facilidade do ativo em ser transformado em dinheiro e rentabilidade é o quanto o investidor será remunerado ao final do período da aplicação.

Vamos supor que você esteja planejando um investimento em longo prazo para a aposentadoria. Nesse caso, você pode optar por um investimento com baixa liquidez, pois não tirará esse dinheiro tão cedo, e com uma rentabilidade maior.

Agora se você está planejando um investimento para levantar fundos para as passagens aéreas da viagem de final do ano ou para comprar um carro dentro de alguns anos, o melhor é optar por um investimento com alta liquidez e alta rentabilidade, já que você terá pouco tempo para ganhar dinheiro.

E se a ideia é um investimento como reserva de emergência, é importante que ele tenha alta liquidez, mesmo que a rentabilidade não seja das maiores. 

Isso porque você não sabe quando terá que sacar esse dinheiro e é importante não perder quantias significativas.

Por isso, antes de investir, sempre tenha em mente qual é o seu objetivo com aquela aplicação.  Dessa forma será mais fácil escolher a opção certa e que lhe traga o retorno esperado, evitando perder dinheiro.

Liquidez e rentabilidade no mundo das criptomoedas: o que preciso considerar?

Quanto a criptomoedas sua  liquidez tende a ser maior, você pode vendê-las por stablecoins, por exemplo.

No mundo das criptomoedas, liquidez e rentabilidade também são tópicos importantes.

Quando falamos em liquidez das moedas fiduciárias, como o Real, o Dólar e o Euro, ela é quase imediata. Afinal a aceitação dessas moedas é obrigatória por lei em seus respectivos países. Assim como o barril de petróleo também é um investimento muito líquido.

Contudo, nem sempre liquidez e rentabilidade estão juntos,.. OoO petróleo, por exemplo, tem somado inúmeras desvalorizações – fazendo com que os investidores percam dinheiro. 

Assim como as moedas fiduciárias também podem se desvalorizar frente a uma crise ou a má decisões políticas e econômicas.

Liquidez das criptomoedas

A liquidez das criptomoedas é quase imediata, pois é possível vendê-las por stablecoins ou valores fiduciários a qualquer instante. 

Especialmente quando lidamos com as criptomoedas com maior volume de negociação, como Bitcoin, Ethereum, Ripple, BCash e Litecoin.

Contudo, se você for um investidor de um ICO poderá ficar anos sem conseguir liquidar seu ativo, uma vez que a grande maioria dos ICOs nem chegam a ser listados em Exchanges de relevância.

E para aqueles que conseguem, a liquidez verdadeira é muito pequena.

Então, se você precisa de um ativo em criptomoedas com boa liquidez, a dica é optar por aquelas com maior volume de negociação, assim será mais fácil se desfazer do ativo quando precisar.

Rentabilidade das criptomoedas

A rentabilidade das criptomoedas é, geralmente, muito volátil – a não ser no caso das stablecoins pareadas com moedas fiduciárias, como é o caso do Dólar.

Se formos pegar o exemplo do Bitcoin, veremos que ao longo dos anos ele teve uma rentabilidade muito alta. 

Em 2017, por exemplo, a rentabilidade do Bitcoin foi de 342,77% – o que, naquele ano, significava um desempenho apenas atrás da gigante Magazine Luiza.

Para os próximos anos, a expectativa é que a rentabilidade continue aumentando, principalmente porque haverá uma diminuição no número de novas moedas mineradas (halving do Bitcoin).

Contudo, é importante destacar que o preço das criptomoedas é definido pelo mercado, de acordo com a lei da oferta e da procura. 

Assim, o ativo pode sofrer grandes ganhos e também perdas significativas, não havendo como prometer uma determinada porcentagem de rentabilidade.

A importância da diversificação

Como você viu neste conteúdo, é muito difícil encontrar investimentos, seja em criptomoedas ou não, que consigam ter alta liquidez e alta rentabilidade.

Em geral, para que um seja possível, o outro acaba sendo afetado.

Entender esses conceitos é fundamental para que você tome decisões mais sábias em relação aos seus investimentos. 

De qualquer forma, as criptomoedas com grande volume de negociação, costumam oferecer boa liquidez e rentabilidade, sendo vistas como investimentos interessantes por muitas pessoas.

Contudo, a velha orientação de diversificar seus investimentos continua válida. 

Assim, você poderá proteger contra oscilações na rentabilidade e também ter opções com alta e baixa liquidez, para usar em períodos e necessidades distintas.

Com as criptomoedas isso não é diferente. 

Você poderá montar uma carteira com diferentes opções, dando margem para atingir objetivos diferentes e protegendo melhor o seu capital.

Agora você já sabe a diferença entre liquidez e rentabilidade? Assine nossa newsletter e receba dicas interessantes como esta direto no seu e-mail!