Em Julho, os mercados acionários mantiveram tendência de alta, com o S&P500 dos EUA apenas 3% distante de sua máxima histórica atingida em fevereiro. Nem mesmo a queda de 33% no Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA, ou o recuo de 14% na Zona do Euro foram suficientes para desanimar os investidores. Mercado aguarda aprovação de novo pacote de 1 trilhão de Dólares pelo governo norte-americano.

A esperança do mundo é a vacina, porém o impacto econômico não tem cura. Após a pior retração econômica em mais de 70 anos, a situação econômica das famílias piorou e 40 milhões de norte-americanos podem sofrer despejo. Neste cenário o ouro buscou nova máxima, em 1.976 Dólares por onça-peso. Já a capitalização total das criptomoedas atingiu seu maior nível em 1 ano, na marca de USD 360 bilhões.

Dólar deixando de ser reserva mundial?

Relatório do banco Goldman Sachs afirma que a moeda norte-americana corre o risco de perder status de reserva mundial de valor após sucessivas falhas no resultado de pacotes superiores a 1 trilhão de Dólares. O ouro foi apontado como principal competidor neste momento.

Com a proximidade do fim do seguro-desemprego de milhões de norte-americanos, 40 milhões de pessoas correm o risco de despejo, e o governo corre para aprovar um novo pacote de ajuda. Na Europa a situação é semelhante, com governos correndo para levantar dívida para cobrir o pacote de estímulo de 750 bilhões de Euros.

A relação entre China e EUA piorou e Trump já admite que não é o momento de retomar negociações sobre o pacote comercial. Ameaças de embargos de ambos os lados surgem, e a Microsoft sai na frente com uma proposta de aquisição da rede social Tik Tok.

Mercados de criptomoedas entraram em período de euforia, seguindo a melhora nos mercados de ouro e prata. Bitcoin furou a barreira dos 10 mil Dólares, porém foram as altcoins que tiveram destaque no mês.

Principais criptomoedas, ativos e bolsas mundiais – até 31/Jul

Notícias do mundo cripto:

Custódia EUA: Agência reguladora norte-americana autorizou bancos a realizarem custódia (guarda) de criptoativos

Rússia legaliza: Presidente Putin assina lei declarando criptomoedas como ativos digitais, deixando claro que não se trata de valores mobiliários

Paypal: Confirmou rumores de que estaria lançando serviço integrado para compra e venda de criptomoedas

Visa e Master: passam a incentivar exchanges e gateways de pagamento em criptomoedas à emitir cartões de crédito

Bitcoin (BTC): Glassnode aponta para 305 mil diferentes detentores de endereços ativos, maior nível desde dez/2017

Ethereum (ETH): Exchanges descentralizadas totalizam USD 4,3 bilhões de volume no mês, aumento de 174% ante junho

Ethereum (ETH): Testnet final da rede 2.0 será lançada em 4/Ago

Bitcoin Cash (BCH): Gestora Grayscale, responsável pelo fundo listado em bolsa de Bitcoin GBTC, anunciou lançamento de fundo exclusivo de BCH e outro de LTC

Bitcoin Cash (BCH): Wallet oficial bitcoin.com agora permite trocas entre BCH, USDH e BTC

Litecoin (LTC): Token na rede Ethereum lastreado por Litecoin, pLTC, foi lançado e integrado à Kyber Network

Ripple (XRP): Apesar da baixa adesão na utilização em remessas, Ripple continuou pagando milhões para incentivar divulgação por sua parceira MoneyGram

Ripple (XRP): Confirmou expansão do serviço On Demand Liquidity (ODL) na Europa, superando 1 milhão de Dólares diários

EOS (EOS): Block.one colocou 10% das moedas em circulação por trás de seu nó (node), cumprindo promessa de participar ativamente nas votações

EOS (EOS): Lançada rede social voice, que por enquanto não utiliza a rede pública da EOS, mas roda o mesmo software

Além das Criptomoedas

Bolsas pelo mundo

Seguindo a trajetória do mês anterior, as ações do S&P500 nos EUA encerraram julho em alta de 5,5%. Destaque de queda para o setor de exploração de petróleo e gás. Na Inglaterra o FTSE100 encerrou o mês com perda de 4,4%. Na Alemanha tivemos o DAX30 estável aos 12.313 pontos.

Investidores aguardam notícias sobre testes da vacina na esperança que esta seja a última rodada de pacote de estímulos. Incertezas sobre a segunda onda do Coronavírus fazem os investidores repensarem suas posições. Com isto, ouro volta a ser objeto de desejo, e prata faz máxima de 7 anos.

Quem se deu bem:

Oi PN (OIBR4) subiu quase 100% com expectativas positivas sobre venda da empresa

Banco Inter PN (BIDI4) teve alta de 49% adicionando números fortes de novos clientes

AMD (AMD US) fabricante de processadores gráficos subiu 47% com resultado trimestral forte

Weg ON (WEGE3) emplacou 34% de alta após resultado forte e lucro subindo mais de 30%

Quem se deu mal:

Nikola (NKLA) cedeu 55% ajustando-se após forte alta recente, causada pela expectativa do lançamento de caminhões elétricos

IRB Brasil ON (IRBR3) caiu 20% ainda sofrendo por conta da fraude contábil

Intel (ITLC): fabricante de CPUs caiu 18% após anunciar atraso na nova linha de produtos

Hack do Twitter prova que Bitcoin não é anônimo

Jovem norte-americano Graham Ivan Clark, de 17 anos, foi preso após um ataque ao Twitter, invadindo dezenas de contas de empresas e pessoas importantes. Outros 2 jovens foram acusados pelo Departamento de Justiça dos EUA (DoJ) por participação no golpe. Empresas de rastreamento no blockchain contratadas pelo governo foram cruciais para realizar a identificação dos acusados.

O hack consistia em pedir envios de criptomoedas para um endereço, em troca de uma suposta premiação. Isto prova, mais uma vez, que transações na rede Bitcoin não são anônimas.

CMN flexibiliza regras para estrangeiros

O Conselho Monetário Nacional (CMN) elevou a exigência de declaração para movimentações de estrangeiros de R$ 10 mil para R$ 100 mil. Além disto, só irá exigir Declaração Anual para patrimônios no exterior acima de 1 milhão de Dólares.

Embora não sejam mudanças para os brasileiros, e sim estrangeiros com investimentos por aqui, mostra uma flexibilidade maior em relação à circulação de moeda estrangeira no país.


Quer ficar por dentro de outras informações sobre moedas digitais? Assine a nossa newsletter e receba todas as nossas novidades em primeira mão!