Nunca se falou tanto em investimentos seguros quanto nos últimos anos. Seja nos noticiários, propagandas ou mesmo nas conversas entre amigos, essa prática tem sido cada vez mais incentivada e adotada pelos brasileiros.

E a razão disso é simples: em tempos de incertezas econômicas, investir é a melhor maneira de garantir a sua tranquilidade e a de sua família. E o melhor de tudo é que o mercado financeiro oferece excelentes opções até mesmo para quem não tem muito conhecimento na área.

Se você também está pensando em iniciar suas aplicações, continue lendo este post. Vamos mostrar quais os investimentos seguros que vão garantir uma boa rentabilidade para o seu dinheiro.

Títulos Públicos

Os títulos públicos são papéis emitidos pelo Governo Federal e negociados por meio da plataforma do Tesouro Direto. Saiba quais são os principais para quem busca segurança na aplicação.

Tesouro Selic

Também chamados de Letras Financeiras do Tesouro (LFT), os títulos atrelados à taxa Selic são boas opções para quem busca alta liquidez e baixa volatilidade. Isso porque não há perdas em caso de resgate antecipado e o investimento fica protegido das oscilações do mercado.

Como o rendimento depende diretamente dos índices da Selic, esses papéis se tornam mais interessantes quando a taxa básica de juros está em níveis elevados.

Tesouro IPCA+

Para quem deseja se proteger dos impactos da inflação, o ideal é investir nos títulos que acompanham o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). Na plataforma do Tesouro Direto, esses papéis são as chamadas Notas do Tesouro Nacional série B, ou NTN-B.

Além de proteger o poder de compra do seu dinheiro, é possível optar por aplicações de curto prazo. Isso garante que você terá recursos à mão sempre que necessário e com um rendimento atrativo.

Certificados de Depósito Bancário (CDB)

Outra boa opção para quem procura por investimentos seguros são os CDBs. Além do rendimento significativo para uma aplicação de baixo risco, essa modalidade de investimento conta com a proteção do Fundo Garantidor de Crédito, que protege os recursos dos investidores em até R$ 250 mil.

Para os investidores com perfil mais conservador, o ideal é optar por papéis com liquidez diária e de curto prazo. No entanto, é preciso levar em conta a incidência de Imposto de Renda sobre os rendimentos para garantir o melhor negócio nesse tipo de investimento.

Fundos DI

Fundos de investimento são aplicações muito versáteis, encaixando-se em diversos tipos de perfis. Os fundos DI, por exemplo, são excelentes opções para quem busca alta liquidez nos seus investimentos, podendo resgatar recursos a qualquer momento.

Os principais cuidados que devem ser observados ao aplicar em fundos DI são a gestão do fundo e as taxas de administração. Quanto ao rendimento, o ideal é que ela seja superior a 100% do CDI, indicador usado como referência para os ganhos.

Bitcoin

As moedas virtuais tomaram conta dos noticiários econômicos nos últimos meses. Os ganhos expressivos e facilidade de investimento se tornaram a principal marca desse novo produto do mercado financeiro.

O Bitcoin, referência entre as moedas virtuais, já é utilizado em transações financeiras no mundo inteiro. Além da alta rentabilidade, a ausência de impostos nessa aplicação é um dos grandes atrativos desse investimento.

Em meio a tantas opções, o melhor é que o investidor iniciante busque o auxílio de uma assessoria especializada no mercado financeiro. Esses profissionais serão capazes de orientar a respeito das melhores opções de acordo com o perfil do interessado.

Se você ainda tem dúvidas sobre investimentos seguros, aproveite para deixar abaixo o seu comentário.