A aquisição de conhecimentos e a aproximação de pessoas mais experientes que inspirem segurança devem ser as duas primeiras atitudes de quem decide investir no próspero mercado de Bitcoins — que, em 2017, movimentou mais de R$ 8 bilhões somente no Brasil.

Portanto, se você quer aprender sobre a cotação do Bitcoin — como calcular, influência da volatilidade, lei da oferta e procura, aceitação no mercado, carteiras e calculadoras virtuais — e alavancar sua prosperidade ainda neste ano, continue acompanhando este post!

Como calcular o valor do Bitcoin

Primeiramente, é preciso lembrar que, uma vez que não existe uma entidade que regule formalmente o Bitcoin, também não existe um valor oficial para a moeda. Desse modo, é possível se deparar com divergências entres as cotações colhidas em vários locais de negociação, devido à fórmula do cálculo nem sempre ser a mesma.

No entanto, em linhas gerais, para calcular o valor das criptomoedas em real de forma simplificada, basta multiplicar a cotação do dólar pela cotação do Bitcoin naquele dia. Por exemplo: se o valor do Bitcoin estiver $ 7.240 e o dólar R$ 3,31 no dia da aferição, a cotação do Bitcoin será R$ 23.964,40.

Como a volatilidade pode influenciar a cotação do Bitcoin

A constante oscilação do valor dessa moeda virtual tende a selecionar o perfil de investidor que enriquece com Bitcoin. A volatilidade intimida os conservadores e, assim, abre espaço para perfis moderados e ousados (ou agressivos), que inteligentemente não se contentam com pouca liquidez.

A cotação dessa moeda tem relação direta com a quantidade de investidores que ela possui. Então, se, por um lado, a aderência de grandes redes comerciais influencia o aumento do valor do Bitcoin, por outro, as especulações sobre insegurança nas transações e a regulação imposta por alguns países influenciam a queda na cotação.

Veja agora com mais detalhes essa questão da volatilidade.

Lei da oferta e procura

À semelhança das ações, a cotação do Bitcoin é influenciada pela lei da oferta e da procura, isto é, à medida que mais pessoas se interessam por esse promissor investimento, maior é o seu valor.

Nesse sentido, a ausência de intermediadores nas transações tem feito das criptomoedas um excelente meio de baratear os custos de transações de compra e venda — inclusive internacionais —, com menos tarifas e taxas, principais responsáveis pelo encarecimento das transações realizadas em moedas convencionais, como o real e o dólar.

Aceitação do mercado

A aderência do mercado à moeda virtual criada em 2009, desde então, só tem crescido em vários países. Isso certamente tem influenciado sua valorização, a despeito das quedas também registradas desde sua criação.

Em países como a Coréia do Sul e Japão, centenas de lojas aceitam Bitcoins. Do mesmo modo, algumas companhias aéreas americanas e cassinos on-line no Brasil já começaram a negociar utilizando a nova moeda.

A tendência é que cada vez mais estabelecimentos físicos e virtuais abram suas portas para essa modernidade financeira, garantindo mais comodidade e oportunidades para seus clientes e aquecendo, assim, o mercado mundial de Bitcoin.

Aumento do número de carteiras virtuais

As carteiras virtuais são dispositivos que permitem que os Bitcoins de cada investidor sejam movimentados — recebidos, armazenados e utilizados para compras. Somente por meio delas as transações são possíveis. Por analogia, podemos assemelhar as carteiras às contas bancárias.

Elas conferem segurança e comodidade à gestão dos recursos dos usuários. Seus agentes, por sua vez, são remunerados de acordo com regras próprias de tarifação.

Confira algumas carteiras virtuais comumente utilizadas no mercado de criptomoedas:

Existem atualmente uma infinidade de “vitual wallets”, no Brasil e no mundo. O aumento do número de empresas que prestam esse serviço é um sinal de que a expansão maciça das criptomoedas e sua consequente valorização tende a avançar ainda mais com o tempo.

Como calcular a cotação do Bitcoin

Para essa tarefa, existem as calculadoras virtuais, que auxiliam investidores nas suas tomadas de decisão de compra e venda. O uso é descomplicado e qualquer pessoa é capaz de operá-las com facilidade.

Veja abaixo algumas calculadoras virtuais disponíveis no mercado.

Metric Conversions

Disponível em vários idiomas, inclusive o português, nesse site é possível calcular a conversão de toda sorte de medidas, principalmente moedas. O conversor também possui versão para celulares, tanto para sistemas Android quanto iOS.

Calculadora Bitcoin

Como o próprio nome denota, esse conversor de valores restringe-se apenas a Bitcoins, e entrega de maneira gratuita um panorama atualizado das cotações de players importantes do mercado, bem como o histórico das oscilações positivas e negativas dessa moeda.

Google Currency Converter

Nessa calculadora, é possível converter Bitcoin em real usando o próprio navegador do computador. Além disso, a plataforma permite fazer a cotação para dezenas de moedas internacionais. A interface é básica, porém bastante intuitiva e funcional, apesar de estar em inglês.

Como ser bem-sucedido ao investir em Bitcoins

Além de estar bem municiado com conhecimentos gerais sobre o mundo das “cripto-currency”, para ser bem-sucedido ao investir é essencial contar com um parceiro de peso para gerenciar os investimentos. Dessa forma, os riscos diminuem e é mais fácil obter liquidez nas transações.

Antes, porém, de contar com o auxílio de uma plataforma de investimentos, é importante certificar-se de que não existam taxas de cadastro, nem mensalidades e nem taxas de custódia — visto que custos dessa natureza são comuns em algumas plataformas do mercado.

Estar livre de cobranças recorrentes desse tipo torna o investimento ainda mais vantajoso, pois a única taxa a que o investidor fica sujeito é a que incide percentualmente sobre as operações realizadas.

Poder manejar os investimentos por meio do cartão de crédito também é um diferencial relevante que deve ser observado na contratação de uma plataforma de investimentos em Bitcoin.

O investidor deve se aproximar de uma corretora que disponha de atendimento ágil, automatizado, histórico de bons resultados e que ofereça transparência em todas as movimentações — nesse sentido, a presença de certificados internacionais de segurança, como PCI DSS Compliance, faz toda a diferença.

Como se pode perceber, o momento de investir é um evento único, em que toda a inteligência do investidor se concentra em encontrar meios de fazer sua riqueza expandir satisfatoriamente. Tratando-se de criptomoedas, além de acompanhar a cotação do Bitcoin, o investidor necessita contar com uma empresa de ponta para gerir suas transações.

Portanto, entre em contato para conhecer a BitcoinTrade e aproveite para também ser bem-sucedido no próspero mercado nacional de Bitcoins. Abra já a sua conta!