Confira o passo a passo para se cadastrar em uma Exchange

A Exchange é uma plataforma digital que tem a função de facilitar a negociação de compra, venda e troca de moedas virtuais. Ela conecta usuários com interesses em comum, possibilitando uma negociação mais segura para todos os envolvidos.

Neste artigo, além de conhecer o conceito que envolve as Exchanges, você vai entender como essas plataformas funcionam na prática, aprendendo como realizar um cadastro e compreendendo as vantagens de optar por esse tipo de solução. Ficou curioso? Então continue a leitura e descubra! 

O que é uma Exchange

Exchanges são plataformas ou sites nos quais é possível realizar negociações de compra, venda e troca de moedas digitais por moedas tradicionais (dólar, euro e reais) ou, ainda, por outras moedas virtuais.

Elas são muito similares às conhecidas corretoras de investimentos, sendo que o usuário interessado precisa realizar um cadastro no site, efetuando um depósito em dinheiro ou em criptomoedas (caso ele já as possua).

A partir do momento em que o usuário tem uma conta ativa na Exchange, ele consegue concretizar a negociação de moedas virtuais de acordo com as particularidades de cada plataforma. Assim, no próprio site, é possível acessar informações em tempo real sobre o valor de negociação de ativo, bem como as ordens de compra e venda constantes no livro de ofertas.

Como realizar o cadastro em uma Exchange

A realização do cadastro nas plataformas costuma ser um processo bem simples. O primeiro passo é o cadastro das informações em si, momento em que o usuário acessa o site da Exchange escolhida e seleciona a opção de cadastramento.

O site vai apresentar um formulário, no qual deverão ser informados dados como:

  • nome completo e/ou razão social;
  • endereço de residência;
  • e-mail para contato;
  • Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ);
  • login e senha.

É importante destacar que as informações solicitadas variam de um site para o outro, sendo que cada plataforma apresenta um padrão de exigências distinto. Por isso, os dados aqui citados são a título de ilustração, trazendo algumas das informações mais comuns.

Leia os Termos e Condições e as Políticas de Privacidade

Após preencher o formulário com as informações solicitadas, o usuário deverá ler os Termos e Condições e as Políticas de Privacidade. Se concordar com as regras ali expostas, ele deverá aceitá-las  requisito essencial para dar continuidade ao cadastro.

A aceitação dos Termos e Condições vai gerar um e-mail de confirmação do cadastro, que será enviado automaticamente para o endereço de e-mail informado. Assim que você confirmar o recebimento do e-mail e a verificação da sua identidade, seu cadastro será confirmado e a conta já estará pronta para ser utilizada. 

Apresente documentos, se necessário

As regras de cadastramento podem variar de acordo com a plataforma. Em alguns casos, é necessário apresentar documentos que comprovem a identidade, por exemplo. Ao escolher uma Exchange, é importante que você avalie quais são os requisitos para cadastro e avalie a reputação do site no mercado de criptomoedas.

A compra e a venda de Bitcoins ou qualquer outra criptomoeda só poderão ser feitas após o depósito da quantia na conta da corretora, a fim de que ela possibilite a realização da ordem de compra para aquisição da moeda escolhida.

Entenda como as negociações são organizadas

Assim como acontece na Bolsa de Valores, as Exchanges organizam suas negociações de moedas virtuais em um livro de ordens público. Dessa maneira, quem vai comprar moedas precisa inserir no sistema uma ordem de compra, informando a quantidade de moedas desejadas e o preço unitário que o usuário deseja pagar na negociação.

Ao concretizar a compra da moeda em uma Exchange, a plataforma fica responsável pela custódia do ativo. Caso você deseje guardar as moedas virtuais por conta própria, é possível utilizar uma carteira virtual, também chamada de wallet  um software que faz o gerenciamento desse tipo de ativo. Os wallets permitem o envio, recebimento e consulta dos valores pelos seus usuários.

Como escolher uma plataforma Exchange

Uma dúvida muito comum dos usuários é como fazer a escolha de uma plataforma, principalmente em razão das inúmeras opções disponíveis no mercado. Como o funcionamento das Exchanges é muito parecido, os usuários encontram dificuldade de identificar qual delas melhor se adapta aos seus objetivos.

A principal diferença entre as Exchanges é que cada uma delas tem suas particularidades na forma em que contribuem para a negociação de compra e venda de criptomoedas. Por isso, a avaliação de alguns critérios podem ajudar os usuários na escolha. 

Forma de pagamento 

De forma geral, as Exchanges de Bitcoins trabalham com diferentes formas de pagamentos, que vão desde o cartão de crédito até transferência bancária e PayPal. Dessa maneira, a dica é que o usuário opte por uma plataforma que ofereça o método de pagamento que ele já costuma utilizar em suas transações financeiras.

Segurança

Verifique se o site oferece um sistema de criptografia confiável, bem como outros métodos de segurança que garantam a transparência e a proteção das operações financeiras.

Esse é um dos fatores mais importantes, pois você está lidando com informações pessoais e financeiras, que devem estar livres de qualquer tipo de risco.

Taxas

As Exchanges costumam cobrar comissões pelas transações efetivadas. Assim, é importante que o usuário verifique qual é o percentual cobrado pela plataforma, priorizando a escolha por sites que apresentem um valor compatível com o mercado. 

Considerando esses três aspectos, já fica mais fácil definir a plataforma que melhor atende às suas necessidades. Com certeza, a escolha da Exchange certa vai garantir muito mais rentabilidade e segurança para as suas transações.

A importância de fazer uma boa escolha

Como já mencionamos, a negociação de ativos virtuais envolve a troca de informações pessoais e financeiras do usuário, por isso, é necessário contar com uma empresa de qualidade e bem-conceituada no mercado.

Como as Exchanges são empresas centralizadas, nas quais se concentra um número muito grande de informações pessoais e de dinheiro, elas estão mais vulneráveis a tentativas de ataque de hackers, que visam roubar os ativos que são administrados nesses sites.

Por isso, a escolha deve estar baseada na segurança que o site oferece para o usuário. Além disso, recomendamos que os usuários evitem deixar na plataforma ativos ou dinheiro sem movimentação. O melhor lugar para armazenar criptoativos é sempre na carteira.

Como você pôde ver, o cadastro em uma Exchange é muito simples e pode ser feito por qualquer pessoa. Entretanto, a escolha da melhor plataforma e a manutenção de uma carteira para armazenamento das moedas virtuais são fatores que devem ser alvo de cuidado e atenção pelo investidor, evitando, assim, possíveis riscos financeiros ou até mesmo a perda de valores em razão da insegurança da plataforma.

Gostou deste artigo sobre Exchange? Então não deixe de conferir qual é a melhora hora para comprar e vender Bitcoins!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.