Semana passada a empresa Ripple, responsável pela emissão da moeda XRP, assinou uma parceria para remessas internacionais com o maior banco do Egito, o NBE. Trata-se do 5º maior mercado do mundo neste segmento, consagrando sua rede RippleNet.

Na semana anterior a Ripple havia assinado com a Intermex, concorrente da Western Union, empresa de remessas de valores através de agentes parceiros com presença na América Latina e Caribe.

Mas afinal, qual a relação entre a RippleNet e a moeda XRP? Mesmo que ocorra a utilização da moeda nessas remessas internacionais, existe algum impacto significativo no mercado?

É difícil extrair informações que não sejam emitidas pela própria empresa Ripple ou seus parceiros. Por isso, a BitcoinTrade fez esta pesquisa para você, visando tornar sua decisão de investimento cada vez mais clara e correta. Acompanhe conosco este estudo e compartilhe com os amigos!

Kiosques de remessa internacional

Imagine você chegar numa papelaria, farmácia ou mercado e poder enviar ou receber dinheiro para outros 100 países? É isso que fazem estas WesternUnion, MoneyGram, Intermex e tantas outras.

Algumas contam com lojas próprias, enquanto outras focam nesses comércios locais, incluindo gigantes varejistas Walmart e CVS. O problema é que cobram uma taxa exorbitante para isto, uma vez que os usuários são na sua maioria desbancarizados.

Vantagens para o varejista

Além de atrair novos consumidores para o local, o varejista fica com uma parte da comissão, sem nenhum tipo de risco na transação. Em relação a manter dinheiro em espécie na loja, isto já faz parte do negócio.

Lembre-se que o fluxo natural destas remessas é de países mais ricos para os menos desenvolvidos, logo os saques ocorrem em locais onde armazenar valores é um risco. Por este motivo é algo positivo pro varejista ter esse fluxo de retiradas.

Vantagens para o consumidor

Nem todos possuem contas bancárias ou conhecimento de serviços online para remessa internacional de valores. É possível que o envio seja feito de forma digital, mas o destinatário receba em espécie ou através de um banco que não realiza operações de câmbio.

Além disto estas empresas de remessas oferecem o valor depositado em conta em poucos minutos, enquanto operações de câmbio tradicionais levam entre 1 e 3 dias úteis.

Brasileiros que utilizam cartões de crédito, por exemplo, estão sujeitos a IOF de 6,38% em gastos no exterior. É provável que as taxas dessas agências de remessa sejam realmente muito ruins, mas grande parte do público não tem outra opção segura.

Onde a Ripple entra nisto?

Alguns bancos e empresas utilizam a RippleNet, uma rede privada baseada na mesma tecnologia da moeda XRP. No entanto, através do produto ODL, a Ripple passou a oferecer um serviço de intermediação entre estas empresas de remessas e as exchanges de criptomoedas.

A empresa que deseja remeter dos EUA para o México, por exemplo, poderá comprar XRP na exchange Bitstamp e imediatamente vendê-los na Bitso do México. A exchange Bitso irá realizar o saque em Pesos Mexicanos para a respectiva conta bancária desta empresa remetente.

Na realidade o sistema criado pela Ripple torna transparente esta operação em criptomoedas para a empresa de remessas internacionais:  MoneyGram, TransferGo, Intermex, etc. 

Esta empresa vê apenas a cotação cambial equivalente da transação e compara com o método tradicional via bancos para decidir qual é mais vantajoso. Ao realizar a TED para a exchange, as cotações de compra e venda já foram fixadas, ou seja, garantidas, através de um acordo operacional da Ripple.

Estas compras elevam o preço do XRP?

Não, pois são operações de compra e venda realizadas de forma concomitante. Enquanto uma compra de XRP está sendo realizada em Euros ou Ienes, uma venda do mesmo montante ocorre no Peso Mexicano ou Lira Turca, por exemplo.

No entanto, isto estimula a liquidez nas exchanges, e quanto mais negócios e volume, habilita um número maior de clientes interessados em transacionar a moeda.

Quem define a cotação dessa operação?

Este é o grande problema do produto, uma vez que diversos fatores impactam na cotação de criptomoedas nos mercados locais, incluindo o XRP. Impostos e barreiras cambiais, a exemplo do que ocorre no Brasil, usualmente acarreta num prêmio em relação à cotação internacional.

A própria oscilação da demanda, o interesse dos investidores no ativo dentro do país, acaba gerando um descasamento nesta paridade cambial. Por estes motivos nem sempre será vantajoso para a empresa de remessa utilizar o serviço ODL da Ripple.

Informações importantes

Devemos destacar as diferenças entre Ripple, empresa privada, e a moeda XRP. Isto ainda permanece uma questão em aberto perante os órgãos regulatórios.

Tudo indica que assim como ocorreu com a Block.one, empresa responsável pela emissão do token EOS, haverá uma multa por ser considerado uma oferta pública não registrada perante os órgãos regulatórios.

De qualquer maneira é importante destacar que os incentivos e desenvolvimento da tecnologia da moeda XRP está intimamente ligado à empresa Ripple.

Vantagens competitivas

Além de ser o primeiro grande entrante neste mercado oficial de remessas, a empresa Ripple possui algumas vantagens que não são facilmente replicadas:

Conclusão

Aos poucos a moeda XRP tem encontrado seu nicho, embora seja concorrente direta de stablecoins e outros projetos que priorizam a velocidade de confirmações em detrimento à descentralização.

O fato de ter uma empresa bem estabelecida por trás alinhada com o sucesso da moeda garante não só o desenvolvimento, mas também parcerias e ferramentas para facilitar a adoção.

Obviamente há um lado negativo, por exemplo o risco da empresa Ripple, extremamente capitalizada e rentável, algum dia abandonar o desenvolvimento da moeda XRP.

Lembre-se que cada moeda, independente de ser ou não um fork do Bitcoin, possui características únicas, portanto é importante acompanhar o noticiário e desenvolvimento de cada projeto. Quer aprender mais sobre o funcionamento da rede por trás da moeda XRP? Recomendamos este outro artigo.


Sugestão: cadastre-se agora mesmo na BitcoinTrade e tenha acesso a plataforma mais segura do Brasil para negociação de criptoativos. Monte uma pequena posição em cada um deles para entender melhor a dinâmica de mercado e potencial de cada moeda.