Carteira de investimentos: o que é e como montar a sua?

Entrar no mundo dos investimentos não é uma tarefa fácil. Se você não tem experiência na área, será preciso aprender rapidamente como é o seu funcionamento, além de saber montar uma excelente carteira de investimentos.

Saiba que ao agir dessa maneira, é possível reduzir os riscos, criar uma boa estratégia de rendimentos, bem como elevar o seu potencial de ganho para fazer o seu dinheiro aumentar, independentemente do cenário econômico.

Se isso está alinhado com o que você quer para o futuro das suas finanças, continue lendo este post! Preparamos um conteúdo que fala mais sobre o assunto para lhe ajudar a montar uma carteira para lidar com esse tipo de ativo. Confira!

O que é uma carteira de investimentos?

Essa carteira nada mais é do que um conjunto de aplicações realizadas por uma pessoa. Sendo assim, ela reúne todos os ativos financeiros do investidor, que podem ser tanto de renda fixa quanto de renda variável.

Saiba que esse recurso não existe somente para atender os investidores experientes. Qualquer pessoa que queira fazer uma boa composição de investimentos deverá estudar para entender qual é a melhor maneira de diversificar a sua estratégia.

Afinal, dividir o seu capital em mais ativos costuma trazer mais segurança, criando um cenário em que não se aposta somente em uma fonte de rendimento, dando maiores chances do seu dinheiro render de diferentes maneiras, a fim de gerar um bom resultado.

Como montar uma carteira de investimentos adequada?

Agora que você já sabe o que é, preparamos algumas dicas rápidas para você montar uma que seja adequada. Confira!

1. Entenda o seu perfil de investidor

Para ajudar nas suas decisões de quais investimentos colocar na sua carteira, é interessante descobrir qual é o seu perfil de investidor. Não há problema nenhum em adotar esses “rótulos”, visto que eles servirão como um bom guia nas suas decisões de como lidar com esse compromisso.

Dessa maneira, será muito mais fácil encontrar as aplicações mais apropriadas. Os perfis mais comuns são o conservador, que prefere por investimentos mais seguros, o moderado e o balanceado, os quais aceitam um pouco mais de risco.

Estude quais são os perfis e quais deles se encaixam melhor com a sua realidade. Por exemplo, se você definiu que o seu estilo é o balanceado, investir em Bitcoins pode ser uma excelente maneira de começar a sua carteira.

2. Tenha objetivos de curto, médio e longo prazo

O grande segredo para construir uma boa carteira de investimentos é ter objetivos financeiros de curto, médio e longo prazo definidos. Assim, baseado no quanto você pretende obter de rendimento em cada intervalo de tempo, será mais fácil de escolher quais opções se encaixam melhor.

Podemos tomar como exemplo novamente o Bitcoin, que, sem dúvida alguma, poderá atender um investidor que tem objetivos altos a longo prazo uma vez que, por mais que essa criptomoeda seja considerada volátil, o seu potencial de valorização é grande.

3. Estude os tipos de investimento

Por fim, a nossa última dica é que você estude todos os tipos de investimentos, pois, somente conhecendo-os a fundo será possível entender quais deles são interessantes para entrar na sua carteira.

Então, analise um por um e entenda como funciona, bem como quais são as melhores estratégias de atuação. Sugerimos começar estudando renda fixa e o tesouro direto, mas não se esqueça também de pesquisar sobre ações e ativos de renda variável, bem como o próprio Bitcoin.

Deu para perceber que montar uma carteira de investimentos também não é nenhum bicho de sete cabeças, não é mesmo? Então, arregace as mangas e dedique-se para que esse projeto financeiro funcione da maneira como você espera!

Quer saber de todas as novidades do nosso blog? Assine a nossa newsletter!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.