As 4 principais aplicações financeiras para investir hoje mesmo

De fato, conhecer as opções disponíveis no mercado e escolher uma delas para investir pode ser um verdadeiro desafio para quem está dando os primeiros passos nessa área.

Antes de tudo, é preciso definir os prazos que cabem no seu orçamento, o montante a ser investido e as condições que você está disposto a contratar. Feito isso, ainda é fundamental ter um conhecimento a respeito das alternativas de investimento para tomar uma decisão acertada.

Então, pensando em lhe ajudar, listamos neste post as principais aplicações financeiras para você escolher a que melhor se encaixa no seu bolso. Confira!

1. Renda fixa

A renda fixa é um investimento bem tradicional que, como o próprio nome diz, já tem definidas as suas regras de investimento no momento da aplicação. Dessa forma, na hora da compra do título você tem acesso a informações como a data de vencimento, as taxas de juros com as quais o dinheiro vai render e o investimento inicial necessário. No geral, é um investimento seguro e de rendimento baixo.

2. Tesouro direto

O Tesouro Direto é uma iniciativa do Tesouro Nacional em parceria com a bolsa de valores brasileira, BM&FBovespa, que representa uma forma que as pessoas físicas têm de comprar títulos públicos.

Para quem tem perfil mais conservador e não gosta muito de assumir altos riscos, esse é um investimento que costuma atender bem os requisitos estabelecidos. Vantagens como segurança, flexibilidade, facilidade e acessibilidade são algumas características que atraem quem está começando a investir.

Na página do Ministério da Fazenda, é possível ter acesso às opções e termos de cada título do tesouro direto.

3. LCI

A LCI é uma sigla para Letra de Crédito Imobiliário, que consiste em um investimento em que o dinheiro é aplicado no setor imobiliário para lastrear empréstimos imobiliários. A isenção do Imposto de Renda e a garantia pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) são algumas das vantagens dessa alternativa.

Para adquirir a aplicação, é necessário ter uma conta em corretora de valores, que pode ou não cobrar taxa de corretagem para realizar a operação. Inclusive, esse é outro fator a ser considerado caso você escolha essa opção. 

4. LCA

Bem como a LCI, a LCA é uma letra de crédito — mas para o setor agropecuário. Assim, quem está em busca de aplicações financeiras que façam o dinheiro render mais do que a poupança, por exemplo, pode considerar essa opção.

Outro ponto que essas letras de crédito têm em comum é o rendimento a partir de um determinado percentual do CDI (Certificado de Depósito Interbancário). Esse rendimento varia e pode ser pré ou pós-fixado, dando ao investidor a alternativa de escolher a que mais lhe interessar. 

A LCA também é isenta de Imposto de Renda e garantida pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito), atrativos que pesam bastante na hora da escolha.

Enfim, já está mais familiarizado com as diferentes alternativas de aplicações financeiras? Como podemos ver, há muito mais opções de investimento além da poupança — e estas são apenas algumas das principais!

Agora, se gostou deste post, aproveite para compartilhá-lo nas redes sociais e ajude os seus amigos que também estão buscando alcançar a independência financeira!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.