Afinal, o que é a alta do bitcoin?

Podemos dizer que já não é de agora que as moedas virtuais estão ganhando uma visibilidade grande no mercado. Afinal, elas estão provando, dia após dia, que são ótimas opções de investimento. Por esse motivo, vamos falar um pouco mais sobre a alta do Bitcoin.

Para quem não sabe, o Bitcoin é a criptomoeda mais conhecida no mundo, foi uma das primeiras que surgiram e também a que ficou mais famosa. Podemos dizer que a sua fama vem se justificando de forma consistente.

No ano de 2017 a moeda passou por períodos relevantes de alta, sendo que o saldo final foi de uma valorização de quase 2000%. Tendo em vista a importância desse assunto, preparamos esse post para você entender melhor sobre o quanto é seguro investir nessa moeda, bem como a oportunidade que ela representa.

Está interessado no assunto? Então continue acompanhando a leitura conosco!

Quais os motivos da alta do Bitcoin?

Para que você possa entender melhor sobre o assunto, vamos iniciar com uma lista com alguns dos motivos que podem ser grandes influenciadores da alta do Bitcoin. Veja a seguir.

Moeda resistente

Para quem não sabe, o Bitcoin já sobreviveu a pelo menos 5 períodos de queda desde 2013. Ou seja, foram períodos em que a criptomoeda se desvalorizou muito, dando a entender que seria o seu fim.

Porém, o mercado de criptomoedas demonstrou que é forte e deu a volta por cima em todas essas situações, com o Bitcoin continuando ativo e cada vez mais forte, mesmo passando por diversas “mortes”.

Alta valorização

Outro motivo para a alta do Bitcoin é a sua constante valorização ao longo do tempo. Só para ter uma ideia, em outubro de 2017, a moeda forneceu uma valorização de 35.000% para quem comprou há 5 anos atrás. Ou seja, quem comprou 10 dólares de Bitcoins, conseguiu obter mais de 3.500 dólares nesse período.

Apoio de investidores

Recentemente, percebe-se que muitos investidores de peso estão de olho no Bitcoin e estão mais do que interessados em apoiar a moeda. Isso faz com que mais dinheiro seja injetado nesse mercado, além de fornecer uma credibilidade a mais para a moeda virtual.

Adesão de outros mercados

Outro ponto importante é a adesão de outros mercados. Estamos falando de vários estabelecimentos que estão aceitando a moeda como forma de pagamento, como, por exemplo, a Amazon.

Aliás, tudo indica que essa novidade esteja cada vez mais perto do Brasil, inclusive. Além disso, podemos ressaltar que ela está em processo de regulamentação em alguns países, como o Japão, que é um dos pioneiros nessa iniciativa.

Crescimento do blockchain

O blockchain é uma das tecnologias que estão mais em alta no mundo e foi descoberta graças ao Bitcoin. Para quem não sabe, é ela que fornece toda a base para a segurança e transparência da maioria das criptomoedas. O fato é que novos projetos que envolvem blockchain estão surgindo, dando cada vez mais solidez ao próprio Bitcoin.

Atrito com grandes players do mercado de investimento

Por fim, podemos dizer que o próprio atrito com grandes players do mercado de investimento é um bom motivo a ser levado em consideração, visto que muitos bancos estão se sentindo ameaçados e até intitulando o Bitcoin como uma fraude. Ou seja, claramente o mercado tradicional encara a criptomoeda como uma ameaça para os seus negócios, pois sabe que está perdendo espaço para ela.

Como a alta do Bitcoin aconteceu?

Pois bem, os próprios motivos que listamos acima explicam muita coisa sobre a alta do Bitcoin. Mas o que você precisa entender é que apesar de ser algo até que recente, o Bitcoin não cresceu dessa forma da noite para o dia.

A moeda foi criada há quase 10 anos e pode ter certeza que o próprio Satoshi Nakamoto, o seu criador, não imaginaria que poderia ter uma valorização tão grande.

O fato é que, poucos anos atrás, ninguém sabia o que era o blockchain. Hoje, muitos mercados estão vendo a tecnologia como uma das principais alternativas para gerar segurança, agilidade e descentralização nas finanças e outros assuntos importantes que envolvem confidencialidade. Um exemplo é a geração de contratos.

Um indício desse momento é a grande adesão da tecnologia por organizações e países. Hoje, por exemplo, há projetos em que a ONU estuda adotá-la, bem como países que querem oferecer a moeda como uma das principais possibilidades de pagamento em seu território nacional.

Isso nada mais é do que uma evolução, que mostra como a tecnologia, no geral, vem avançando e mostrando que pode adaptar-se às necessidades atuais do mundo. Quer queira ou quer não, o Bitcoin é uma das referências nesse movimento todo.

Quais as vantagens de utilizar os Bitcoins?

Agora, para que você entenda melhor sobre as reais possibilidades de investimento nessa criptomoeda, vamos listar rapidamente algumas de suas vantagens.

Custo baixo com transações

As tarifas das transações com o Bitcoin são muito mais baixas, quando comparadas com as transações do mercado tradicional. Além disso, não há cobrança de impostos, visto que não há possibilidade de implementação de um sistema de tributação da moeda.

Moeda global

O Bitcoin pode ser utilizado em qualquer lugar do mundo, ou seja, é uma moeda global. Isso mostra o quanto ela está sendo responsável por causar uma revolução na economia, quebrando barreiras e burocracias do mercado internacional.

Dificuldade de roubo

Com o Bitcoin, a dificuldade de roubos também é muito grande, o que reduz essa possibilidade a quase zero. Essa questão ocorre pelo fato do blockchain criar uma estrutura em que o controle da carteira está totalmente na mão do seu proprietário. Um dos fatores que ajudam isso é que é exigido o acesso físico, por meio de um computador, algo que não está presente no sistema financeiro tradicional.

Saiba que os investidores possuem uma maior segurança quando utilizam plataformas seguras, que possuem empresas sérias por trás de sua operação de negociação dos bitcoins. Um exemplo é a BitcoinTrade que possui certificações e integrações com bancos que são reconhecidas internacionalmente.

Menor risco de entrar em colapso

Outra vantagem relevante é que o Bitcoin não possui nenhuma amarra ao sistema financeiro tradicional, ou seja, não há risco de a moeda perder valor por qualquer tipo de crise econômica, assim como já aconteceu com moedas tradicionais de determinados países. Afinal, o Bitcoin não possui nenhum órgão regulamentador e não depende da confiança do mercado tradicional para se manter firme.

O que esperar do futuro para o Bitcoin?

É bem provável que você esteja pensando em investir em Bitcoins. Mas tenha calma, não se esqueça de que tudo isso ainda é considerado uma tecnologia nova e há algumas incertezas, que hoje são mais reduzidas, em cima dela, mas ainda existem.

Não se esqueça também que por mais que a tendência é de que mais players pulem dentro desse barco, principalmente os que estão ligados ao mercado tradicional, o Bitcoin não está imune à volatilidade, algo comum em qualquer investimento que envolva renda variável.

Apesar disso, com toda a sua evolução e os resultados recentes do último ano, a tendência é que haja muito mais cenários positivos do que negativos para o seu futuro a curto, médio e longo prazo.

Agora que você já sabe um pouco mais da alta do Bitcoin, o que acha de seguir nossos perfis nas redes sociais? Estamos no Facebook e no LinkedIn!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.