De tempos em tempos, surgem criptomoedas com propostas cada vez mais ousadas e promissoras. Esses dois adjetivos são perfeitos para descrever a Cardano (ADA), moeda que, desde o seu lançamento, tem sido vista como a precursora da terceira geração de moedas digitais. 

Lançada em 2017 por Charles Hoskinson, cofundador da altcoin Ethereum, a ADA é um token da Cardano, plataforma pública de blockchain desenvolvida especialmente para essa moeda. Apesar dessa diferenciação, é comum ver especialistas se referindo à criptomoeda apenas como Cardano ou até mesmo como ADA Cardano. De qualquer forma, o que realmente importa está nas inovações que essa criptomoeda propõe para o mercado

Logo no seu lançamento, a ADA já foi chamada por alguns investidores de “Ethereum Killer” (assassina do Ethereum, em tradução literal), e há até indícios de que o sistema dessa criptomoeda traz em si soluções para problemas que foram observados no pioneiro Bitcoin e em outras altcoins. 

Só com esse panorama é possível ver que há muito o que falar dessa criptomoeda, não é? Continue lendo para saber mais. 

Como a Cardano (ADA) surgiu e como ela funciona

A plataforma de blockchain Cardano passou a ser desenvolvida em 2015 e só foi realmente lançada no mercado em 2017, juntamente com a criptomoeda ADA, que é utilizada internamente para transações. Esse projeto foi desenvolvido pela Input Output Hong Kong (IOHK) juntamente com Charles Hoskinson, que trouxe consigo a experiência que adquiriu em seus outros três projetos: Ethereum, Ethereum Classic e BitShares. Vale destacar que o projeto da Cardano (ADA) foi o único – até o momento – que realmente contou com uma abordagem científica para sua estruturação e desenvolvimento. 

A ideia de criar essa nova moeda surgiu principalmente da premissa de criar uma alternativa que não repetisse erros tão comumente vistos nas mais de 7.000 criptomoedas já existentes no mercado. Partindo dessa base, essa nova plataforma de blockchain, combinada à moeda, poderia passar a fornecer uma experiência única e mais avançada do que nunca. 

Um dos aspectos que a Cardano traz como melhoria é a velocidade nas transações. Enquanto o Bitcoin é limitado a processar até sete transações por segundo, a Cardano é capaz de processar entre 50 e 250 transações – um aumento de, pelo menos, 700% na capacidade. 

Assim como o Bitcoin e outras criptomoedas, a ADA tem uma quantidade máxima de unidades que devem ser emitidas para controlar a sua inflação. Neste caso, o máximo é de 45.000.000.000, sendo que já há mais de 31 bilhões em circulação. 

Qual é a diferença entre a ADA e o ETH?

A ADA tem suas vantagens em comparação com boa parte das moedas do mercado, incluindo o Ethereum, que também foi criado por Charles Hoskinson. As duas principais são o fato de que ela tem um sistema de blockchain mais sofisticado e é escalável por natureza. 

Diferentes blockchains

A primeira diferença já pode ser percebida logo quando analisamos o sistema de blockchain de ambas. Enquanto a Cardano tem as camadas de contabilidade e de contratos separadas, o sistema do Ethereum tem ambas interligadas. 

Ao remover esse interligamento, a primeira plataforma permite mais controle do usuário sobre a sua privacidade, além de proporcionar atualizações de processos mais suaves e consistentes. 

Escalabilidade 

O ETH tem encarado problemas de escalabilidade, devido à combinação de algoritmo e mecanismo de consenso utilizados em seu desenvolvimento. Por conta disso, já existem planos para alterar seu mecanismo de Prova de Trabalho (PoW) para Prova de Participação (PoS). 

Por outro lado, tendo em vista que a escalabilidade é uma habilidade que costuma ser necessária conforme uma criptomoeda se torna popular, a ADA já foi planejada para que isso não seja um problema a longo prazo e traz em si o mecanismo de PoS, combinado a um algoritmo que permite se adequar a aumentos de demanda, sem que haja grandes problemas. 

Valor ADA Cardano desde seu lançamento 

Quando lançada, a ADA tinha seu valor de mercado na casa dos centavos de dólar, valendo apenas US$ 0,02593. Durante o seu primeiro ano de lançamento, a moeda chegou a atingir o valor de US$ 1,0797, porém isso não se manteve por muito tempo. 

Entre setembro de 2018 e novembro de 2020, o valor de cotação dessa criptomoeda se manteve na média de US$ 0,06, ou seja, apresentou uma baixa volatilidade durante esse período. 

O ponto mais alto da ADA Cardano, até o momento, foi em maio de 2021, quando atingiu seu valor de cotação mais elevado: US$ 2,3091. Essa alta pode ter se dado especialmente por conta das afirmações feitas por Charles Hoskinson, que disse em seu podcast que diversos testes promissores seriam feitos nos protocolos da moeda e da plataforma naquele mês. 

Alguns especialistas mais otimistas estão apostando firmemente nessa moeda. Basta uma breve pesquisa para encontrar alguns afirmando que a ADA tem tudo para valorizar pelo menos 1.000% ainda em 2021. No entanto, esses palpites são como qualquer especulação e não têm garantias. 

Como minerar Cardano (ADA)

Por ser uma criptomoeda que usa o protocolo de Prova de Participação (Proof of Stake), não é possível minerar a Cardano (ADA). A única forma de receber essa moeda de forma similar à da mineração é comprar uma participação – será a partir dela que você poderá receber recompensas, conforme valida as transações. 

Apesar de parecer algo fora da curva e até complexo à primeira vista, na realidade, o uso do mecanismo PoS é uma boa notícia. A razão disso é que ele dispensa a necessidade de adquirir máquinas com grande capacidade de processamento – algo que é necessário quando se decide minerar Bitcoins. 

Onde comprar a moeda ADA Cardano

Atualmente, ainda é raro encontrar boas corretoras que negociem Cardano (ADA) no Brasil. Isso acontece especialmente porque é uma criptomoeda nova, que, apesar de promissora, ainda tem um caminho considerável até realmente conquistar o seu espaço na atenção de compradores e entusiastas de criptomoedas por aqui. 

Com tudo o que você viu até aqui, você é do time dos que acreditam que o token ADA tem tudo para se tornar a moeda do futuro? Ou você tem uma perspectiva mais cética? 

Mesmo que não tenha o crescimento esperado, as tecnologias presentes na Cardano (ADA) abrem espaço para uma nova geração de criptomoedas melhoradas e com plataformas de blockchain bem mais eficientes. Por isso, de qualquer forma, é correto dizer que essa moeda merece, sim, a sua atenção.