5 dicas de como minerar Bitcoin com segurança e eficiência

Saber como minerar Bitcoins com segurança e eficiência é algo essencial para quem deseja ter sucesso nesse caminho. Principalmente, no que diz respeito a entender o funcionamento da sua blockchain, bem como a organização das carteiras já criadas dentro do universo dessa criptomoeda.

Para quem ainda não sabe, minerar Bitcoins nada mais é do que o nome dado ao processo de atualização das carteiras existentes dessa moeda virtual a cada nova transação realizada. A mineração envolve também fazer o registro correto em toda a sua estrutura de dados — blockchain — conforme as suas regras de criptografia.

A mineração se faz necessária para evitar que qualquer falha grave de segurança aconteça, haja vista que seu sistema é descentralizado, ou seja, não depende de nenhum órgão maior para controlar esse processo. Porém, vale lembrar que ela não é uma atividade obrigatória, ou seja, é possível investir em Bitcoins apenas realizando transações de compra e venda da criptomoeda, como se faz com qualquer ativo.

Preparamos este post para que você possa entender um pouco mais sobre esse processo. Continue acompanhando a leitura conosco!

Como funciona o processo de mineração de Bitcoins?

Entenda que, em primeiro lugar, é preciso contar com um software específico para tal ação. Cada criptomoeda possui o seu e, claro, existe um com a função de minerar Bitcoin.

Todos os computadores que contam com esse software formam a rede do Bitcoin, que é interligada entre si e funciona no modelo P2P (peer-to-peer). Nesse cenário, cada computador é considerado um minerador e o sistema permite a formação de grupos de mineradores, que são chamados de pool de mineração.

Sendo assim, os mineradores trabalham em conjunto para validar informações e garantir toda a segurança de dados trocados, utilizando o recurso blockchain. É justamente por esse motivo que não há a necessidade de um órgão maior controlando tudo.

Entrando em mais detalhes, o processo de mineração consiste em tentar decifrar os códigos emitidos pelo software, que representam as transações feitas — e estão criptografados. Para que isso seja possível, é preciso resolver equações matemáticas muito complexas, que somente os computadores são capazes de realizar.

O minerador que conseguir decifrar o código primeiro ganha uma quantidade de Bitcoins como prêmio pelo trabalho. Ao ser decifrada, a transação é registrada no blockchain, o grande banco de dados do Bitcoin.

Vale a pena minerar Bitcoins?

Em um primeiro momento, podemos dizer que há argumentos tanto positivos quanto negativos. O fato é que o processo pode oferecer um grande ganho para o minerador: é como se fosse beber água da fonte! Porém, em muitos casos, o seu custo pode ser muito maior e gerar prejuízos.

Então, recomendamos que, antes de começar a minerar, seja feita uma análise de quatro variáveis importantes para esse processo:

  • qual é o hash rate do computador que, basicamente, representa a nota da capacidade do equipamento em realizar a mineração de forma eficiente;

  • os custos de consumo elétrico ao deixar a máquina ligada;

  • o investimento necessário para realizar a aquisição do computador;

  • os custos para fornecer manutenção para a máquina.

Estude muito bem esses quatro pontos para entender se valerá a pena investir nesse processo ou não. Muitas vezes, operar por meio de uma plataforma especialista no assunto, comprando e vendendo Bitcoins, é a melhor opção.

Como minerar Bitcoins com segurança e eficiência?

Agora que você já sabe mais sobre minerar Bitcoins, vamos fornecer 5 dicas para você realizar esse processo com segurança e eficiência. Confira!

1. Adquira uma carteira de Bitcoin

A primeira ação a ser feita é a aquisição de uma Carteira de Bitcoin — Bitcoin Wallet em inglês. A ideia dessa carteira é a mesma de uma física, ou seja, o seu objetivo é guardar as criptomoedas com segurança.

Dessa forma, cada carteira fornecerá uma espécie de chave de acesso ou endereço para que seja possível acessar o seu conteúdo. Isso ajudará a manter os seus Bitcoins seguros, sendo que muitas delas oferecem, inclusive, um backup físico, caso ocorra algum problema com o armazenamento online ou computador.

2. Compre uma máquina apropriada

O mundo da mineração de Bitcoins tornou-se muito competitivo e isso fez com que os detalhes se tornassem decisivos para ter sucesso nesse processo. Um deles é referente ao computador utilizado para realizar esse trabalho.

Então, para que a sua decisão seja acertada, sugerimos analisar as quatro variáveis que comentamos no tópico anterior. Para facilitar a escolha, é indicado utilizar uma calculadora de mineração de Bitcoins. Feito isso, busque adquirir a melhor máquina para realizar a mineração de Bitcoins.

3. Faça parte de um pool de mineração

O universo do Bitcoin é totalmente colaborativo, por isso, para ter ganhos relevantes, será preciso fazer parte de um pool de mineração. A ideia do funcionamento desse grupo é que o trabalho seja dividido entre todos os mineradores do pool.

Dessa maneira, combina-se o poder computacional de todos os integrantes para resolver os desafios. Nesse contexto, cada membro recebe uma parte do algoritmo a ser resolvido e torna o processo mais fácil para todos, gerando agilidade e eficiência.

4. Instale um programa de mineração

Para realizar a mineração em si, será preciso contar com um software que tenha essa finalidade. A escolha deve ser feita de acordo com a plataforma de mineração escolhida e a máquina utilizada.

Saiba que a lista de programas é vasta, por isso, é preciso fazer uma pesquisa completa antes de tomar essa decisão. Porém, já existem muitos esclarecimentos na própria comunidade do Bitcoin, então basta consultá-la.

5. Utilize a nuvem

Uma das estratégias mais eficientes para realizar o processo de mineração é utilizar a nuvem. Saiba que há dois tipos de mineração em nuvem: a que pode ser comprada de uma empresa que fornece esse serviço e a mineração em nuvem P2P.

No caso da P2P é adquirido um período de tempo de alguém que possui uma máquina em um lugar que a energia elétrica não é tão cara quanto no Brasil. O mais importante é certificar-se de que a ação de comprar a mineração em nuvem será mais lucrativa do que a convencional.

Deu para perceber como minerar Bitcoin é algo que é relativamente simples, mas precisa de um certo cuidado para tomar as decisões corretas? Então, jamais deixe de continuar estudando sobre o assunto para que possa ter uma atuação satisfatória nessa atividade. Lembre-se que quando se trata de tecnologia, há um constante movimento de mudanças, por isso, é importante atualizar-se sempre para não ficar para trás.

Agora que você chegou ao final do post, conheça o que é uma plataforma de Bitcoin e como escolher a melhor.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.